Publicidade
Manaus
Manaus

Furos em reservatório de água da Manaus Ambiental criam 'piscina' no bairro Cidade Nova

Sem saber exatamente desde quando o 'olho d'água' abriu, moradores do bairro aproveitam o espaço para se refrescar e fugir do calor intenso da capital amazonense  16/09/2015 às 21:02
Show 1
Com os vazamentos na caixa de água e um rompimento de uma tubulação, água começou a escorrer para um terreno particular e acabou formando uma piscina que é usada pelo próprietário e por moradores vizinhos do reservatório
Kelly Melo Manaus (AM)

Vazamentos na tubulação de um reservatório da Manaus Ambiental, localizado entre as avenida Sávio Belota e Noel Nutels,  no bairro Cidade Nova, na Zona Norte, pode ter criado uma verdadeira “piscina pública” em uma propriedade particular, localizada nos fundos. Sem saber exatamente desde quando o “olho dágua” abriu, moradores aproveitam o espaço para se refrescar e fugir do calor intenso de Manaus.

De acordo com o mototaxista Raimundo Feitosa, 58, morador do bairro há mais de 10 anos, a criançada é a que mais aproveita a “piscina do 23”, como o local ficou  conhecido popularmente. “Todo dia os moleques pulam a cerca e vão para lá tomar banho. Faz um tempo que tem essa queda d’água e eles e outros moradores se aproveitam”, afirmou.

A dona de casa Ivânia  Dourado, 31, também confirmou que todos os dias vê crianças e adultos entrando no terreno para tomar banho na piscina improvisada. “Eles pularam o muro do reservatório e entram lá por trás do salão de festas. É normal. Todos dia eles fazem isso”, afirmou a doméstica.

A CRÍTICA conversou com três homens que se banhavam na “piscina do 23”. Embora eles terem preferido não revelar seus nomes, os homens disseram que não sabem exatamente de onde vem tanta água, mas acreditam que deve haver algum escapamento na tubulação da Manaus Ambiental. “Essa água começou a escorrer e abriu o buraco no barro. A água é limpa, dá para tomar banho a vontade e é água corrente o tempo inteiro”, contou um deles.

A CRÍTICA constatou ainda que próximo a piscina improvisada existem outras tubulações menores que  ficam jorrando água em outra parte do barranco, ininterruptamente.

Vazamentos

E esse não é único problema constato no reservatório. Uma das caixas d’água também está com diversos vazamentos. Apesar de parecer se tratrarem de pequenas rachaduras na estrutura física da caixa, o desperdício de água acontece 24h. “É um absurdo ver tanto desperdício. tem vários locais que não têm água e enquanto aqui, o desperdício é total”, disse  o morador Gil Feitosa, 25.

Segundo ele, o problema se arrasta há anos, desde a inauguração do complexo. Embora a concessionária tenha feito reparos estruturais, os vazamentos sempre aparecem.

Procurados, a empresa responsável pelo abastecimento de água em toda a capital informou que só tomou conhecimento do problema por meio desta reportagem e prometeu que  as providências necessárias serão tomadas para solucionar o problema dos vazamentos.

Pontos 

Além das três estações de tratamento de água que funcionam 24h por dia para o abastecimento da cidade, a Manaus Ambiental conta com 165 unidades de Centros de Produção de Águas Subterrâneas (CPAS), localizadas nas Zonas Norte e Leste, que são responsáveis pela produção média de 3.930.000 m³ de água tratada. Todas as CPAS possuem em média 200m de profundidade, que é o padrão exigido pela legislação ambiental, além de possuir o cloro, que é o selo de garantia da água potável. 

Publicidade
Publicidade