Publicidade
Manaus
Manaus

Gari é atropelada por motorista embriagado e morre no Pronto-Socorro João Lúcio

O incidente ocorreu nesta quinta-feira (26), por volta das 00h30, na avenida Silves, no bairro Raiz, na Zona Sul de Manaus. Em depoimento, o condutor do veículo disse que bebeu das 20h30 às 23h da quarta-feira (25) 27/08/2015 às 12:34
Show 1
A gari Luciana Guedes da Silva, 36, foi atropelada e morreu na hora
Rafael Seixas e Édria Caroline Manaus (AM)

Na madrugada desta quinta-feira (27), por volta das 00h30, duas garis foram atropeladas enquanto trabalhavam na avenida Silves, no bairro Raiz, na Zona Sul de Manaus. Elas foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas Luciana Guedes da Silva, 36, faleceu por volta das 2h no Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio, na Zona Leste.

Michele Martins Ledo, 34, quebrou a perna esquerda, mas seu estado de saúde é estável e ela está consciente, conforme informações obtidas no João Lúcio.

Paulo César Martins Dias, 46, foi preso em flagrante 

O condutor do carro, modelo Celta, de placa JWU-2218, cor prata, identificado como Paulo César Martins Dias, 46, ainda tentou fugir do local, mas mototaxistas o seguiram e acionaram a Polícia Civil. Ele foi preso em flagrante e encaminhado ao 1° Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Rodrigo Sá, delegado titular do 1° DIP, informou que Paulo César se recusou a fazer o teste do bafômetro. Contudo, em depoimento, ele confirmou que ingeriu bebidas alcoólicas das 20h30 às 23h da quarta-feira (25), mas que estava dirigindo a 50 km/h.


Em depoimento, o condutor do veículo disse estava dirigindo a 50 km/h

O exame de corpo de delito também confirmou que Paulo César estava embriagado no momento do incidente. Testemunhas também relataram que ele aparentava estar sob efeito de bebida alcoólica.

Acontecerá uma Audiência de Custódia às 14h desta quinta-feira (26), na presença de um juiz, para saber se Paulo César responderá por homicídio doloso combinado com embriaguez ao volante em liberdade ou se será pedida a sua prisão preventiva, sendo encaminhado em seguida à Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus.

Publicidade
Publicidade