Publicidade
Manaus
Atropelamento

Gari morre após ser atropelado por carro no conjunto Viver Melhor

A vítima foi atropelada por um veículo modelo Pálio, de cor vermelha e placas OAD - 5041 e conforme testemunhas, era dirigido por uma companheira de um policial, morador do conjunto 19/09/2016 às 10:17 - Atualizado em 19/09/2016 às 10:40
Show atropelamento
O gari Rodrigo Gomes da Silva, 19 morreu na manhã desta segunda-feira (19) no momento que atravessava de moto a via principal do Conjunto Habitacional Viver Melhor (Foto: Antonio Menezes)
Isabelle Valois Manaus (AM)

O gari Rodrigo Gomes da Silva, 19 morreu na manhã desta segunda-feira (19) no momento que atravessava de moto a via principal do Conjunto Habitacional Viver Melhor, primeira etapa, bairro Santa Etelvina, Zona Norte de Manaus. A vítima foi atropelada por um veículo modelo Pálio, de cor vermelha e placas OAD - 5041 e conforme testemunhas, era dirigido por uma companheira de um policial, morador do conjunto.

O colega de trabalho da vítima, Thiago Ribeiro Pereira, 24, contou que Rodrigo tinha ido comprar pão para a equipe de trabalho lanchar, por isso estava em uma moto de placa e modelo ainda não identificado, mas não usava capacete.

"O problema que o carro vinha em alta velocidade. A passagem era dele (Rodrigo) e não do outro veículo, que em nenhum momento freou. Foi uma batida muito forte, a motorista do veículo saiu do carro e começou a ligar para o companheiro", relatou.

Thiago informou que logo após o acidente, Rodrigo apresentava sinais de vida. Os colegas de trabalho e moradores do conjunto habitacional acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que levou mais de 30 minutos para chegar ao local e a vítima já estava morta.

O colega de trabalho da vítima contou em menos de 10 minutos o policial companheira da motorista do carro chegou ao local mandou a companheira ir embora e disse que iria se responsabilizar pelo ocorrido. O fato gerou confusão e foi preciso de um reforço policial no local.


                                    O policial foi ao local do acidente no conjunto Viver Melhor

O corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), e quase depois de duas horas do acidente o caso foi registrado no 26° Distrito Integrado de Polícia (DIP) pelos próprios familiares da vítima. Conforme informações da delegacia, tanto a companheira do policial, quanto o policial ainda não se apresentaram em nenhuma delegacia.

Publicidade
Publicidade