Publicidade
Manaus
expansão é a meta

Gás natural residencial será realidade em Manaus até o 1º semestre de 2017

Rede de distribuição do Vieiralves está 90% concluída e deve começar a operar no primeiro semestre do ano que vem 09/10/2016 às 05:00
Show show dgfgdfg
Dutos da Cigás chegam ao Vieiralves pela avenida Djalma Batista (Foto: Winnetou Almeida - 10/07/2016)
Kelly Melo Manaus (AM)

A Companhia de Gás do Amazonas (Cigás) pretende expandir a distribuição de gás natural para as áreas residências até o primeiro semestre de 2017. Atualmente, a companhia está instalando a rede de dutos no conjunto Vieiralves, no bairro Nossa Senhora das Graças, na Zona Centro-Sul de Manaus. 

Com 90% de obras concluídas, a rede de distribuição do gasoduto no Vieiralves  passa por uma área de mais de 5 quilômetros  e contou com investimentos da ordem R$ 5,5 milhões. “Esse trabalho é para que o gás chegue às primeiras residências  a partir de 2017. Com isso, a Cigás estará atendendo todos os seguimentos de mercado, desde residencial ao termelétrico”,destacou o diretor técnico e comercial  Clóvis Correia Júnior, durante o 1ª Worshop de Soluções Energéticas promovido pela instituição no dia  29.

Segundo Clóvis Correia,  hoje,  mais 60% da geração de energia consumida em Manaus é oriunda do gás da natural, visto que 15 termelétricas, empresas do Polo Industrial e comércio já são atendidos pelo gasoduto.

Até o fim do ano, a empresa vai apresentar o plano plurianual, quando vai estabelecer as metas previstas até 2020. “O mercado está expandido e o workshop teve o objetivo de convidar os clientes e não-clientes a conhecer mais o mercado e perceber que o gás pode ter uma infinidade de uso dentro do seu empreendimento. O gás natural geral energia uma energia limpa e sem riscos”, reforçou. 

Representante da empresa RenewPower, uma empresa de co-geração de gás natural, o empresário Anibal Perez destacou que Manaus é uma cidade promissora para o mercado, que está em fase de crescimento do estado. “A nossa empresa realiza projetos de soluções de eficiência energética. Ou seja, as vezes a empresa pode economizar custos com a energia, então nós desenvolvemos essas soluções cuja economia pode chegar a 30% do consumo”. 

A empresária Graça Almeida, sócia proprietária de uma lavandeira, destacou que a energia produzida a partir do  gás natural é utilizada em todos os seguimentos dentro da empresa dela, atualmente. “Há dois anos iniciamos o processo e o consumo do gás natural acontece em todos os nossos processos, desde o aquecimento das caldeiras até as secadoras. Hoje em dia, temos uma economia de até 32% no consumo da nossa energia”, disse.

Publicidade
Publicidade