Publicidade
Manaus
Queda nos preços

Postos de Manaus devem reduzir preços da gasolina e diesel a partir de segunda

Os reajustes são reflexos de uma nova política de preços aprovada na última quinta-feira (13) pela Petrobras. Combustíveis ficaram mais baratos nas refinarias 14/10/2016 às 18:32 - Atualizado em 14/10/2016 às 18:36
Show gaso
Segundo sindicalista, só é possível saber o novo valor dos combustíveis em Manaus após a emissão da nota fiscal das distribuidoras aos postos. Foto: Reprodução/Internet
Rafael Seixas Manaus (AM)

Os consumidores de Manaus devem usufruir da redução do preço da gasolina e do diesel a partir desta segunda-feira (17). A informação foi confirmada pela vice-presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis do Amazonas (Sindicam), Geraldo Dantas, que explicou que apesar da Petrobras ter anunciado nesta sexta-feira (14) a diminuição do custo da gasolina e do diesel em suas refinarias, respectivamente em 3,2% e 2,7%, as distribuidoras só funcionam a partir de segunda.

De acordo com o sindicalista, só é possível saber o novo valor dos combustíveis em Manaus após a emissão da nota fiscal das distribuidoras aos postos. “Cada distribuidora tem uma composição de custo. A gente só vai ter uma base real dessa redução com a emissão da nota fiscal”, declarou.

Ainda segundo ele, antes do anúncio da estatal, muitos postos da capital amazonense já estavam realizando promoções para atrair a clientela. “Por exemplo, o preço da gasolina varia na cidade de R$ 3,75 a R$ 3,95 o litro. Hoje, em alguns locais, há promoções em que a gasolina custa até R$ 3,35”, relatou, complementando que o anúncio da Petrobras já era esperado por conta da queda do preço do barril de petróleo no mercado internacional.

“Não sabemos dizer ainda de quantos porcento será essa redução em Manaus, mas uma baixa de preço sempre é boa e aumenta o número de venda”, concluiu.

Vantagem aos atacadistas

Os novos valores dos combustíveis nas refinarias da Petrobras passam a valer a partir da meia-noite deste sábado (15). Os reajustes são reflexos de uma nova política de preços aprovada na quinta-feira (13) pela empresa.

A redução é para o combustível vendido no atacado para postos de gasolina. O impacto dessas reduções no bolso do consumidor dependerá das estratégias de cada posto. Contudo, se o repasse da redução no preço na refinaria for feito integralmente para o preço ao consumidor, as reduções serão de 1,4% na gasolina e 1,8% no diesel.

Os preços serão revistos pelo estatal ao menos uma vez por mês. Eles podem ser reduzidos, aumentados ou mantidos.

Publicidade
Publicidade