Domingo, 25 de Agosto de 2019
LUTO

Gestor de escola indígena morre afogado após acidente com lancha

Márcio Silva da Rocha, 42, voltava de um evento na Comunidade do Jaraqui, no Rio Negro, quando embarcação virou. Condutor foi procurar socorro e ele ficou apoiado na lancha, mas acabou falecendo.



PROFESSOR_B62C05BC-BEC0-48EC-AB5D-4A1BAC23EC47.JPG (Foto: Divulgação)
14/07/2019 às 15:45

O gestor da Escola Indígena Municipal Aru Waimi, Márcio Silva da Rocha, 42, foi encontrado morto na manhã deste domingo,  após um acidente com a embarcação em que ele retornava de um  evento na Comunidade do Jaraqui, no Rio Negro.

De acordo com a Prefeitura de Manaus, da qual Márcio era servidor dos quadros da Secretaria Municipal de Educação (Semed) desde 2005, a embarcação particular de pequeno porte na qual estava virou no meio do rio. A pessoa que conduzia a lancha deixou o educador apoiado no transporte e nadou até a margem do rio em busca de ajuda, mas quando voltou, o gestor já estava desaparecido. O corpo de Márcio foi encontrado, por volta das 9h deste domingo, por comunitários que nadavam em busca dele.

"Minha solidariedade e de toda a prefeitura à família do Márcio, servidor que aceitou o desafio de trabalhar a educação na área Rural, com seus percalços e com tamanha nobreza", afirmou o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, por meio de nota.

De acordo com a Prefeitura de Manaus, Márcio estava  há quase um ano como gestor da unidade, localizada na Comunidade Terra Preta, Rio Negro, Zona Rural/ Ribeirinha de Manaus. A Prefeitura informou, ainda, que está prestando todo o apoio à família e também auxiliará no velório, após a liberação do corpo no Instituto Médico Legal (IML).

 

Receba Novidades

* campo obrigatório
News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.