Quinta-feira, 19 de Setembro de 2019
POLÍTICA

Governador e comitiva presidencial iniciam reunião sobre queimadas na Amazônia

Objetivo do encontro com lideranças do governo Bolsonaro é para discutir o combate às queimadas e propostas para o desenvolvimento sustentável da Amazônia



reuni_o_EC404BF6-BD58-4E32-8ACC-3428955F481B.JPG Foto: Euzivaldo Queiroz
03/09/2019 às 10:33

Os governadores dos estados da Amazônia Ocidental estão reunidos na manhã desta terça-feira (03), na sede do Governo do Amazonas, na Compensa, Zona Oeste de Manaus, com os ministros da Casa Civil da Presidência, Onyx Lorenzoni; do Meio Ambiente, Ricardo Sales; e da Defesa, general do Exército, Fernando Azevedo e Silva para discutir o combate às queimadas e propostas para o desenvolvimento sustentável da Amazônia.

Participam da reunião às portas fechadas o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC); do Acre, Gladson Cameli (PP); de Roraima, Antonio Denarium (PSL) e de Rondônia, Marcos Rocha (PSL). Após a reunião, a comitiva concederá entrevista coletiva prevista para início às 12h.

Também integram o grupo o secretário geral da Presidência, Jorge Antônio de Oliveira, o presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Eduardo Fortunato Bim, o presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Marcelo Augusto Xavier da Silva, e o presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), general do Exército, João Carlos de Jesus Correia.

Em release divulgado pela Secretaria de Estado de Comunicação (Secom), Wilson Lima informa que serão discutidas as ações que já estão sendo tomadas no Amazonas e nos outros estados para combater o desmatamento e também as queimadas. O governador do Amazonas também reitera que será uma oportunidade de fortalecer a defesa da Zona Franca de Manaus.

A comitiva federal veio de Belém (PA), onde se reuniu ontem com os governadores da Amazônia Oriental: Pará, Amapá, Mato Grosso, Tocantins e Maranhão. Eles discutiram o fortalecimento do monitoramento, fiscalização, regularização fundiária, Fundo Amazônia e desenvolvimento sustentável na capital paraense.

A agenda dos ministros é um desdobramento da reunião da última terça-feira (27), em Brasília (DF), do presidente Jair Bolsonaro com governadores dos estados da Amazônia.

Dados

O mês de agosto terminou com 30,9 mil focos de queimadas registrados na Amazônia, de acordo com o Sistema de Monitoramento de Focos Ativos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Os dados mostram que o número de incêndios foi quase três vezes a medição de agosto de 2018, quando foram registrados 10,4 mil focos. Em termos percentuais, a alta foi de 196%.

O total de focos superou em 20% a média histórica de queimadas para os meses de agosto, que era de 25 mil. A medição média ocorre desde 1998, mas a partir de 2011 o país vinha seguindo uma tendência de registros abaixo da média histórica.

Para os meses de agosto, 2019 registrou o maior número desde 2010, quando foram 45 mil focos. No ano, a Amazônia já contabiliza 46,8 mil focos de queimadas, o que representa 51% do total de todos os focos registrados no país em 2019.

O Pará foi o estado com mais queimadas registradas, com 10,1 mil focos. A cidade paraense de Altamira liderou o ranking dos municípios, com 2,9 mil casos no ano.

News larissa 123 1d992ea1 3253 4ef8 b843 c32f62573432
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.