Quinta-feira, 18 de Julho de 2019
Manaus

Governo aguarda prestação de contas das Escolas de Samba para liberar verba

Segundo o secretário, a prestação de contas já está atrasada, uma vez que o prazo inicial expirou no último dia 2 de abril e depois foi estendido para 22 de maio



1.jpg A reunião aconteceu na última quinta-feira (22) entre o secretário de Estado da Cultura, Robério Braga, e os presidentes das agremiações
23/08/2013 às 21:06

As oito escolas de samba do Grupo Especial de Manaus têm até a próxima terça-feira (27), para prestar contas da verba liberada pelo Governo do Amazonas para a realização do Carnaval de 2013. O prazo foi anunciado pelo secretário de Estado da Cultura, Robério Braga, durante reunião realizada na última quinta-feira (22), com os presidentes das agremiações.

Segundo o secretário, a prestação de constas já está atrasada, uma vez que o prazo inicial expirou no último dia 2 de abril e depois foi estendido para 22 de maio. “Já estamos no final de agosto. Mas, como algumas escolas encontraram dificuldades em atender o prazo, estendemos o período até a próxima terça-feira, dia 27, para que todas possam se regularizar”, afirmou.

Durante a reunião, Robério Braga alertou aos presidentes que as agremiações que não prestarem contas até a data estabelecida serão penalizadas com multas e com a redução do repasse para a próxima edição do Carnaval de Manaus.

No entanto, ele revelou ainda que, ao fim do prazo, as escolas que estiverem em dias com a prestação de contas já estarão aptas para receber os investimentos do Governo do Estado para o Carnaval 2014. “Com a verba em mãos, as escolas de samba podem dar início ou continuidade aos trabalhos e preparativos do Carnaval o mais rápido o possível. Assim esperamos evitar atrasos e prejuízos para as agremiações”, disse Robério Braga. 

O secretário anunciou ainda que as escolas de samba são agora as responsáveis pelo pagamento dos serviços de água e luz dos barracões, não mais o Governo do Estado do Amazonas.

ESCOLAS DE ARTE

Robério Braga anunciou ainda a grande novidade: que as escolas de samba se tornarão Escolas de Arte, concedendo curso a toda sua comunidade nos bairros. O projeto será uma parceria com o Liceu de Artes e Ofícios Cláudio Santoro, do Governo do Estado, que marcará visitas técnicas aos locais.

As primeiras escolas a participar do novo projeto e a receber as visitas técnicas serão a Grande Família, Vitória Régia e Aparecida.

COPA 2014

Durante a reunião, também foi anunciado que após a realização do Carnaval 2014, os galpões das escolas de samba no entorno do Sambódromo serão utilizados pelas equipes envolvidas na Copa do Mundo durante 120 dias. “As agremiações terão de retirar seus carros alegóricos e equipamentos dos espaços.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.