Publicidade
Manaus
Política,ALE/AM,trabalhos legislativos,Omar Aziz,Saúde,Corpo de Bombeiros, Segurança Pública, mobilidade urbana, Urbanização, Aeroportos, Interior do Amazonas, Distrito Industrial, Governo Federal, Dilma Rousseff

Governo anuncia R$ 6,4 bilhões em obras no Amazonas

Governador do Amazonas também alertou, durante a leitura de mensagem ao legislativo, sobre a falta de médicos especialistas nos hospitais dos municípios amazonenses   06/02/2013 às 09:27
Show 1
Em meio aos anúncios dos projetos orçados em R$ 6,4 bilhões, governador Omar Aziz criticou a saúde no Amazonas
acritica.com Manaus

Durante a Sessão Especial da abertura dos trabalhos legislativos de 2013, na manhã desta terça-feira (5), na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), o governador do Amazonas, Omar Aziz, anunciou os projetos que deverão ser realizados ao longo do ano na área da saúde e o pacote de investimentos do Estado.

Afora a construção de sete aeroportos no interior do Amazonas – cuja verba deverá ser liberada pelo Governo Federal – as obras anunciadas por Aziz, segundo o próprio governador, serão da ordem de R$ 6,4 bilhões.

Em sua mensagem o governador afirmou que serão aplicados R$ 659 milhões na saúde do Amazonas, em 2013. Deste montante R$ 390 milhões serão destinados para a construção do Hospital da Zona Norte; R$ 42 milhões para o Hospital do Sangue, e outros R$ 10 milhões para o Centro de Tratamento de Dependentes Químicos.

Segurança Pública
Na ocasião o governador também anunciou a convocação dos 402 aprovados no concurso do Corpo de Bombeiros, para reforçar o efetivo da corporação. Os aprovados deverão começar o curso de formação, conforme Omar Aziz, após o carnaval.

A aquisição de 65 novas viaturas, seis lanchas, novos equipamentos e a construção de outras três novas unidades do Corpo de Bombeiros, em áreas distintas de Manaus,  também foram anunciados.

Ainda no setor de segurança Omar Aziz anunciou o investimento de R$ 100 milhões para implantar o Ronda nos Bairros em 12 municípios do Amazonas, além de outros R$ 8 milhões que serão empregados na reforma e ampliação dos Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops).

Mobilidade Urbana e Urbanização
Em relação aos projetos de mobilidade urbana, os destaques ficaram para a construção do monotrilho, cujas obras deverão consumir R$ 1,46 bilhão.

Já os projetos de urbanização que receberão investimentos serão as obras do Prosamim; a duplicação da rodovia estadual Manoel Urbano (AM-070), que liga o município de Iranduba ao de Manacapuru, orçada em R$ 224 milhões; e os trabalhos de contenção de 10 áreas de erosão em bairros da Zona Leste de Manaus, que deverão consumir R$ 25 milhões.

Alguns municípios que tiveram a infra-estrutura comprometida, em decorrência da cheia de 2012, também receberão as obras necessárias. Conforme Omar Aziz, a presidenta Dilma Rousseff liberou uma verba no valor de R$ 258 milhões, para custear tais reformas.

Outros R$ 118 milhões serão destinados a construção de estradas e pontes, nos municípios de Novo Airão, Caapiranga, Nova Olinda, Tefé e Coari, além da ampliação da rede de captação de água em oito municípios.

O Distrito Industrial também foi contemplado pela presidenta Dilma, de acordo com  o governador do Amazonas, com um aporte de R$ 94 milhões, que de acordo com Aziz serão empregados na reconstrução de todo o sistema viário da área.

Aeroportos
Mesmo não constando em sua mensagem oficial, o governador Omar Aziz afirmou que os municípios de Pauini, Uarini, Codajás, Nova Olinda, Maraã, Amaturá e Jutaí serão contemplados com aeroportos.

Em conversa com a presidente Dilma Rousseff, o governador do Amazonas teve a garantia de que o Governo Federal deverá reformar 18 aeroportos no interior do Estado.

“Já estamos com os projetos prontos para a construção destes aeroportos, cujos gastos com obras serão de R$ 200 milhões. Os recursos ainda não foram garantidos, mas já estamos com os projetos prontos”, destacou.

Ainda segundo ele, a reforma dos 18 aeroportos prometida por Rousseff deverá custar aos cofres do Governo Federal o montante de R$ 800 milhões.

Publicidade
Publicidade