Quinta-feira, 18 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
publicidade
publicidade

Manaus

Governo aperta o cerco contra motoristas bêbados

Os fins de semana terão mais blitze e fiscalização conjunta dos órgãos de trânsito em postos de gasolina


07/04/2015 às 20:56

“Se beber, escolha viver, não dirija”. Este é o tema da campanha publicitária lançada nesta terça-feira (7) pelo Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) em conjunto com o  Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), com o objetivo de combater o uso de bebida alcoólica por condutores de veículos. A ação conjunta entre os governos Municipal e Estadual terá a participação de várias secretarias, inclusive a da Fazenda (Sefaz), que terá a função de autuar os estabelecimentos irregulares que estiverem vendendo bebidas alcoólicas.

Além de apertar o cerco aos condutores que dirigem alcoolizados, a campanha também visa chamar a atenção das autoridades federais para a mudança das leis de trânsito no País. “Nossa legislação é muito branda. O sujeito se embriaga, mata e responde em liberdade porque é crime culposo. Essa lei precisa ser mudada e o crime passar a ser doloso, que tem punição de até trinta anos de cadeia. Amanhã (hoje) começo uma peregrinação pelas casas legislativas em busca de apoio”, disse o diretor-presidente do Detran-AM, Leonel Feitoza.


Ele informou que a partir de agora haverá blitz durante todos os finais de semana, em vários pontos da cidade, inclusive em lojas de conveniência que vendem bebida alcoólica para ser consumida em suas dependências.

O presidente do Manaustrans, Paulo Henrique Martins, foi enfático ao confirmar que a força-tarefa vai agir com rigor, podendo promover até o fechamento de estabelecimentos. “Vamos atacar a fonte do problema. Nesses lugares, as pessoas estão se embriagando para depois virarem suicidas ou homicidas no trânsito. Temos que aprimorar os nossos mecanismos de fiscalização para tirarmos da rua o motorista que está à margem da lei. Será uma fiscalização muito mais ampla, que vai envolver os órgãos de controle de som, de venda de bebida e de licenciamento dos estabelecimentos, dentre outros”, disse o diretor.

Nesta quarta-feira (8), haverá uma reunião no Detran-AM com todos os órgãos que vão participar das blitze. Leonel Feitoza fez um apelo ao Poder Judiciário no sentido de não conceder habeas corpus aos que matam no trânsito. “Precisamos da participação de todos os setores. Tem muita gente que perdeu os pontos, perdeu a carteira e continua dirigindo, achando que não vai acontecer nada com ela”, concluiu.

Lançadas novas ferramentas

O diretor-presidente do Detran-AM, Leonel Feitoza, aproveitou a abertura da campanha contra o álcool no trânsito para fazer o lançamento de novas ferramentas de comunicação com os usuários nas redes sociais.

Pelo Whatsap (92) 98802-5246, as pessoas podem fazer qualquer tipo de denúncia contra condutores que estejam praticando infração no trânsito. Feitoza lembra que é fundamental que, ao postarem fotos ou vídeos, estes contenham de forma legível a placa dos veículos a fim de que sejam identificados pelo Detran-AM.

Também foi lançado o aplicativo “Detran na Mão”, criado para o usuário fazer denúncia contra mal atendimento no próprio Detran-AM, por exemplo, reclamações, elogios e sugestões.

Numa parceria com uma empresa do ramo, o Detran-AM está testando várias micro-câmeras de alta resolução que são colocadas na roupa dos funcionários que atuam em blitz. Também está em teste um tipo de retrovisor interno de carro que contém câmeras, também de alta resolução, que filmam por até 48 horas.

Saiba mais: Índice aumentou

Cerca de 70% dos acidentes com vítimas fatais ocorridos no Amazonas, nos últimos doze meses, foram provocados por motoristas que estavam embriagados.

Entre  janeiro e março deste ano, mais 80 pessoas morreram vítimas de acidentes de trânsito no Amazonas. Os dados revelam que houve um aumento de 26,15% no número de vítimas fatais, no comparativo com igual período de 2014 quando 65 pessoas perderam a vida em acidentes de trânsito, no Amazonas.

Punição diferente

Dependendo do tipo de infração, o infrator será encaminhado pela Vara de Execução Penal ao Manaustrans para pagar a punição com serviços de conscientização no trânsito como a distribuição de folhetos nas esquinas e até ministrar palestras sobre sua experiência. Se voltarem a cometer infração, a penalidade será dobrada.

publicidade
publicidade
Dificuldade de aprendizagem em crianças é tema de workshop em Manaus
Karateca amazonense realiza últimos preparativos para disputa na Bolívia
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.