Segunda-feira, 14 de Junho de 2021
INVESTIMENTO

Governo do AM lança Plano Safra com R$ 1 bilhão em investimentos no setor primário

O montante de R$ 1 bilhão abrange ações direcionadas a todos os segmentos do setor: agricultura, pecuária, pesca e o extrativismo



wilson-lima-gov-do-Amazonas_A39FF16B-4756-4CB6-9D39-21F256BC6B32.jpg Foto: Reprodução/Internet
13/05/2021 às 12:35

Com investimento de mais de R$ 1 bilhão para o desenvolvimento do setor primário, o governador Wilson Lima (PSC) lançou na manhã desta quinta-feira (13) o Plano Safra 2021/2022. O montante de R$ 1 bilhão abrange ações direcionadas a todos os segmentos do setor: agricultura, pecuária, pesca e o extrativismo.

O plano foi elaborado pela Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror) e suas vinculadas - Idam, Adaf e ADS. O Plano Safra 2021/2022 integra o Agro Amazonas, programa criado para reforçar o desenvolvimento do setor primário e diversificar a matriz econômica do estado.



Segundo o secretário de Produção Rural da Sepror, Petrucio Magalhães, o anúncio é uma previsão de investimento de crédito rural colocado à disposição da Afeam, Banco do Brasil, Caixa Econômica e cooperativas de créditos.

O investimento abrange também compras governamentais, segundo Petrucio, de produtos rurais oriundos da agricultura familiar. Esse orçamento somado chega a mais de R$ 1 bilhão para ser investido na geração de emprego e de renda”, disse o secretário.

O Plano Safra é uma ferramenta de planejamento e gestão das políticas públicas de apoio ao agronegócio e à agricultura familiar do Amazonas. O governo do Amazonas garante que o plano é o maior investimento no setor na história do estado do Amazonas.

Essa é a segunda versão do Plano Safra que é lançada bianualmente. A primeira versão do plano foi implementada no biênio 2019-2020. No primeiro biênio, o governo injetou no programa R$ 350 milhões.

"Crescemos 25,7% na produção de grãos entre as safras 2019/2020 e 2020-2021. Na produção de arroz crescemos 200%, passando de 5,4 mil toneladas para 16,2 toneladas de arroz. Na produção de soja, crescemos 98,1%, passando de 5,3 mil toneladas para 10,5 mil toneladas”, declarou Magalhães.

Wilson Lima disse que o investimento do plano se dá em um "momento atípico" do mundo, se referindo à pandemia de covid-19. Ele emendou afirmando que o estado vai enfrentar outros desafios no decorrer do ano e citou as queimadas. 

Lima ainda enfatizou o papel da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) na aprovação de projetos do governo enviados à Casa que têm como temática a agricultura. O governador estava acompanhado da base governista na ALEAM no evento de lançamento do Plano Safra.

Wilson disse que determinou aos órgãos de controle do estado para “não punir ninguém” e que o “nosso objetivo é orientar”. “O nosso objetivo é garantir que o cidadão de bem e que o pequeno produtor possa fazer a sua produção no momento certo no momento correto”, disse.

De acordo com Lima, “ninguém está falando de flexibilização ambiental”, mas que “não é justo” que o agricultor tenha que enfrentar uma barreira de burocracia e de documentos que “são praticamente impossíveis de se conseguir".

Em 1° de maio, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse em em mensagem a produtores rurais na Expozebu 2021 que o número de multas aplicadas pelo Ibama e pela ICMBio (Instituto Chico Mendes de Biodiversidade) caiu porque a preferência é por "aconselhamento e observação" em vez de punições.

Antes de iniciar o pronunciamento que marcou o lançamento do programa, o governador entregou cheques simbólicos de programas sociais do governo a produtores rurais do interior. Assinou também termos de cooperação técnica e entregou ‘kits feiras’ para dois municípios do interior.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.