Publicidade
Manaus
REUNIÃO

Governo Federal manterá decreto que limita concessão de incentivos da Sudam

Informação foi dada ao governador Wilson Lima pelo ministro da Economia, Paulo Guedes; reunião entre eles durou mais de uma hora, em Brasília 15/01/2019 às 16:42 - Atualizado em 15/01/2019 às 17:14
Show whatsapp image 2019 01 15 at 16.33.40 6a1ad0f7 e13c 4ceb a3d1 576bde09f60e
(Foto: Divulgação)
acritica.com Brasília (DF)

O governador do Amazonas, Wilson Lima, foi informado, nesta terça-feira (15), em Brasília, pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, que será mantido em vigor o decreto 9.682, assinado pelo presidente Jair Bolsonaro em 4 de janeiro. O texto condiciona a concessão de incentivos de Imposto de Renda (IR) concedidos pela Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) ao crescimento da arrecadação federal. 

A decisão, no entanto, não abalou o governador. “O que precisamos é garantir o que já temos de incentivo, além de diversificar nossa atividade econômica e trabalhar pela desburocratização dos Processos Produtivos Básicos (PPBs) no Polo Industrial de Manaus (PIM)”, disse Wilson, que conversou por mais de uma hora com Paulo Guedes. 

Segundo Wilson Lima, o titular da superpasta econômica garantiu que o governo não irá interferir nos empregos gerados na Zona Franca de Manaus e se colocou à disposição para ajudar o estado a desenvolver outras atividades econômicas. 

Guedes, informou o governador, aceitou o convite para participar da primeira reunião do ano do Conselho de Administração da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) e do Festival Folclórico de Parintins. “Ele já me confirmou presença. Só não me disse para qual boi vai torcer”, declarou.

Dia de reuniões

Antes de encontrar com Paulo Guedes, Wilson Lima se reuniu com o Carlos Alexandre Costa, titular da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (Sepec), órgão ao qual a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) passou a ser vinculada com a criação do 'super' Ministério da Economia.

Após a primeira reunião, Wilson também encontrou com o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e fechou a agenda na reunião com Paulo Guedes. 

Publicidade
Publicidade