Domingo, 25 de Agosto de 2019
RECURSO

Governo Federal libera R$ 1,2 milhão para Hospital Getúlio Vargas

Na Região Norte, quatro universidades receberam um total de R$ 3,6 milhões. Recursos são para reforçar atendimentos



agora_hospital_33097891-4412-4E3C-BABB-5FA53CB167B9.JPG O hospital universitário da Ufam será beneficiado com recurso federal. Foto: Arquivo AC
04/07/2019 às 12:30

O Governo Federal liberou R$ 1.221.098 para o Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV), da Universidade Federal do Amazonas (Ufam). A informação foi divulgada pelo Ministério da Saúde (MS) nesta quinta-feira (4). Os recursos beneficiarão universidades de 22 estados e do Distrito Federal. No total, são R$ 79,5 milhões. A portaria foi publicada em 1° de julho no Diário Oficial da União.

Segundo o MS, os recursos são para reforçar os atendimentos de saúde e para a reestruturação de serviços. Na Região Norte, quatro instituições receberam um total de R$ 3,6 milhões, sendo uma do Amazonas, duas do Pará e outra de Tocantins. A assessoria de imprensa da Ufam afirmou que os valores fazem parte de uma parcela do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf). Segundo a universidade, o recurso será utilizado para custeio do HUGV com pagamento de R$583.482,93 em serviços e o valor de R$637.615,07 com despesas de consumo (insumos).

O Hospital Universitário João de Barros Barreto e o Hospital Universitário Bettina Ferro de Souza, pertencentes à Universidade Federal do Pará, receberam R$ 1.470.549,00 e R$ 407.970,00, respectivamente. No Tocantins, o Hospital de Doenças Tropicais, da Universidade Federal de Tocantins (UFT), ganharam o montante de R$ 589.850,00.

Na região Nordeste, 17 instituições têm disponíveis R$ 28,3 milhões. Na região Sudeste são 16 instituições, com R$ 23,9 milhões. Já na Região Sul seis instituições, com  valor total de R$ 14 milhões. A Região Centro-Oeste ganhou recursos para cinco instituições, ao custo de R$ 9,5 milhões.

Benefício

O Governo Federal informou que o novo repasse integra o Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (REHUF), lançado pelo Governo Federal em 2010, para reforçar o orçamento das universidades mantenedores de serviço de saúde, e assim, estimular a oferta de ensino, pesquisa e atendimento de qualidade. O Programa é desenvolvido e financiado em parceria com o Ministério da Educação.

O MS informou que os valores para as unidades são definidos de acordo com indicadores e metas de desempenho de casa hospital. O montante irá reforçar o orçamento das instituições universitárias que comprovaram o cumprimento das metas de qualidade relacionadas ao porte e perfil de atendimento, capacidade de gestão, desenvolvido de pesquisa e ensino e integração à rede do Sistema Único de Saúde (SUS).

REHUF

Em 2018, o Ministério da Saúde repassou R$ 2,4 bilhões para os 48 hospitais universitários de todo o país, sendo que desse total, R$ 1,9 bilhão foi para custeio e R$ 471 milhões para investimentos. Em abril de 2019, foram cerca R$ 102,5 milhões para esses estabelecimentos, sendo R$ 79,5 milhões para custeio e R$ 22,9 milhões para investimentos.

Além de ser aplicado em pesquisas e na melhoria da qualidade da gestão e do atendimento, o REHUF também pode ser utilizado para reformas e aquisição de materiais médico-hospitalares, entre outras ações, conforme a necessidade e o planejamento da instituição.

Receba Novidades

* campo obrigatório
News amanda00 fbdf33e9 57d8 4f3d 9b50 fe9771f08596
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.