Quarta-feira, 13 de Novembro de 2019
Manaus

Greve dos vigilantes chega ao fim com reajuste salarial de 10,9%

Segundo a assessoria do TRT-AM, a reunião na sede do órgão (avenida Djalma Batista) iniciou às 14h, com a presença da presidente da Corte, Valdenyra Farias Thomé, de representantes do Sindvan e do Sindesp



1.jpg Vigilantes percorrem ruas do Centro, em direção aos bancos, chamando integrantes da categoria para aderir à greve
04/05/2012 às 17:26

Membros das entidades de classe que representam a categoria dos vigilantes assinaram, por volta das 16h50 desta sexta-feira (04/05), um acordo, proposto pela presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-AM), Valdenyra Farias Thomé, que pôs fim à greve iniciada ontem, e que chegou a mobilizar quatro mil dos 12 mil membros da classe. Entre as melhorias obtidas junto à classe patronal está um reajuste salarial de 10,9%, elevando o piso de R$ 705 para R$ 782, valor abaixo dos 25% pleiteados.

Segundo a assessoria do TRT-AM, a reunião na sede do órgão (avenida Djalma Batista) iniciou às 14h, com a presença da presidente da Corte, Valdenyra Farias Thomé, de representantes do Sindvan (Sindicato dos Empregados em Empresas de Vigilância e Segurança de Manaus) e do Sindesp (Sindicato das Empresas de Vigilância, Segurança, Transporte de Valores e Cursos de Formação do Estado do Amazonas), além do procurador do trabalho Jorcinei Dourado do Nascimento (Procuradoria Regional da 11ª Região). Às 16h50 o acordo estava homologado.



A proposta aceita foi a seguinte: piso salarial de R$ 782, ticket alimentação de R$ 10 (aumento de R$1), divisor de R$220 (aumento de R$28), mais 20% ( o equivalente a R$156) de risco de vida, 10% abaixo do exigido no início da greve pela categoria.

A greve dos vigilantes foi deflagrada na última quarta-feira (02/05), no Centro de Manaus, e durou dois dias, prejudicando, principalmente, agências bancárias de Manaus – algumas cancelaram o expediente por conta da paralisação. Segundo informações do TRT, os que cederam ao movimento não serão penalizamos pelo ato, mas terão que compensar com trabalho extra.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.