Quinta-feira, 23 de Maio de 2019
AÇÕES

Grupo realiza atividades em Manaus para comemorar Dia Mundial dos Escoteiros

A data é celebrada no dia 23 de abril, mas o 23° AM Grupo escoteiro Benjamin Constant adiantou as comemorações em evento no CSU do Parque Dez



escoteiros_3DC01587-2035-4530-8DE3-02DD4236205A.JPG
Foto: Antônio Lima
19/04/2019 às 14:09

Na próxima terça-feira, dia 23, será comemorado o Dia Mundial do Escoteiro em diversos países. Em razão disso, o 23° AM Grupo escoteiro Benjamin Constant realizou, na manhã de hoje, uma grande ação no Centro Social Urbano (CSU) no Parque Dez de Novembro, Zona Centro-Sul de Manaus.

Mais de 120 escoteiros, entre crianças, adolescentes, jovens e adultos (chefes) do Movimento Escoteiro e o Grupo Escoteiro do Ar Harpia participaram da exposição de um acampamento na praça central do CSU, brincadeiras, jogos e de outras atividades recreativas abertas para comunitários do Parque Dez e bairros próximos.

A programação se estenderá até a noite, quando, a partir das 19h, os escoteiros participarão de uma ‘’fogueira simbólica’’ com teatro, canções e brincadeiras envolvendo comunitários e jovens do movimento.

De acordo com o diretor presidente do Grupo Benjamin Constant, Fabio Costa, o escotismo é um movimento educacional que, por meio de atividades variadas, incentiva os jovens a assumirem seu próprio desenvolvimento, a se envolverem com a comunidade, formando, assim, verdadeiros líderes.

‘’O movimento escoteiro é, atualmente, a maior ONG de educação não formal do planeta e está presente em 216 países. No Amazonas temos 25 grupos de escoteiro, 11 só em Manaus, com cerca de 1 mil associados. O movimento escoteiro está presente no Estado há mais de 105 anos, tendo como pioneiro o Grupo AM Murilo Braga’’, explicou.

Costa ressalta que o escotismo proporciona aprendizados que os jovens levarão para a vida adulta, seja na atuação cidadã ou na profissional.

‘’A criança é protagonista dentro do movimento. Muitos acabam despertando interesse por várias áreas do conhecimento, da informática ao meio ambiente. Com as atividades ao ar livre e o trabalho em grupo conseguimos fazer com que esses jovens, no futuro, construam um mundo melhor’’, disse.

A escoteira Iaci Lara, de 15 anos, participa do movimento escoteiro desde os cinco anos de idade e conta que é apaixonada pelas atividades promovidas pelo grupo. ‘’Gosto de tudo, das tarefas, dos acampamentos e do trabalho em equipe’’, diz ela, que sonha em ser médica.

A paixão da Iaci pelo escotismo veio, literalmente, do berço. A mãe dela, a dona de casa Gal Belchior, que atua como ‘’adulta voluntária’’ há mais de 10 anos junto com o marido está aí para confirmar.

“Participar do escotismo é uma oportunidade de passar mais tempo de qualidade com a família”, disse. “O que eu mais gosto do grupo é que não fazemos distinção de raça nem de classe social. Todo mundo é tratado com igualdade e respeito”.

Participante do movimento escoteiro há poucos mais de dois meses, o estudante Joel Morets, de 11 anos, é um “lobinho” (escoteiro iniciante) e vem se envolvendo cada vez mais com as ações do grupo.

“O que eu mais gosto de fazer é brincar e conversar com os meus novos amigos”, conta ele, que é cardiopata (fez uma cirurgia aos três anos de idade), mas, mesmo assim, participa de todas as atividades físicas, e ainda é campeão de natação.

 Movimento escoteiro

Para se juntar ao movimento escoteiro, o jovem precisa ter entre seis e 21 anos. Além dessa faixa etária a pessoa pode participar como “adulto voluntário”.

Dentro do movimento, os jovens são divididos conforme sua faixa etária para que o Programa Educativo possa ser trabalhado em todas as áreas de desenvolvimento (físico, intelectual, social, afetivo, espiritual e de caráter) com base nas características individuais de cada fase.

As crianças, de seis a 10 anos, são chamadas de “lobinhos”; os adolescentes a partir de 15 anos, escoteiros; e dos 17 aos 21, escoteiros pioneiros. Acima dessa faixa etária se tornam “adultos voluntários” e exercem cargos de liderança dentro do movimento.

News guilherme 1674 2977771b 6b49 41af 859a ef3c3b62eae8
Repórter do caderno de Cidades - Jornal A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.