Quarta-feira, 24 de Julho de 2019
am-450

Projeto de duplicação da avenida do Turismo está abandonado há dois anos

As obras, que iniciaram em setembro de 2013, com previsão para conclusão em um ano e meio, hoje estão totalmente paralisadas. Rodovia seria a base do Anel Viário Sul da capital, mas faltam recursos



huj.JPG Lixeira viciada se aproveita do pedaço da via que foi terraplado pela secretaria (Foto: Aguilar Abecassis)
27/05/2016 às 21:13

Há mais de dois anos o projeto de duplicação da rodovia AM-450, a antiga avenida do Turismo, e da ponte do Tarumã está abandonado.  Um dos exemplos é o local onde antes existia a placa com as informações das obras, hoje uma lixeira viciada funcionando a céu aberto.

A lixeira está situada em um dos trechos por onde passaria a obra de duplicação e deveria existir trabalhadores executando serviço. No entanto, o que se encontra é uma boa quantidade de lixo doméstico depositado, entre eles restos de móveis, garrafas, árvores que  foram deixados por moradores das proximidades. O lixo amontoado está acumulando água, que se torna um potencial criadouro do mosquito aedes aegypti.

As obras, que iniciaram no dia 10 de setembro de 2013, com previsão para conclusão em 540 dias corridos (um ano e seis meses), conforme antes estava descrito na placa da obra, hoje estão totalmente paralisadas.

A duplicação da rodovia  tem em seu total 8,3 quilômetros conforme o projeto dos anéis viários, no eixo sul. Segundo o projeto, a duplicação  iniciaria pelo trecho da rotatória que interliga a estrada com a avenida Santos Dumont (estrada do aeroporto).

Conforme informações repassadas pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), a pasta responsável pelo andamento das obras,  no momento as obras estão paralisadas por falta de repasse de recursos  federais oriundos do Ministério das Cidades.

Futuro

A Seinfra foi questionada sobre uma previsão de quando as obras serão retomadas e um prazo para a entrega, no entanto a secretaria disse que “será feito um novo cronograma de entrega pela falta de recurso”.

Em janeiro de 2013, no lançamento do projeto, as obras do anel viário sul contariam com um orçamento de R$ 92,573 milhões e o governo federal estaria  financiando 90% do valor da obra, com uma contrapartida de 10% do Governo do Amazonas.

A duplicação rodovia AM-450  e da ponte do Tarumã estão previstos na construção do Anel Viário Sul, dentro do projeto Amazonas 2020, que prevê intervenções viárias de grande porte em Manaus.

Amazonas 2020

A duplicação rodovia AM-450  e da ponte do Tarumã estão previstos na construção do Anel Viário Sul,dentro do projeto Amazonas 2020, que prevê intervenções viárias de grande porte em Manaus. As obras que iniciaram no dia 10 de setembro de 2013, com previsão para conclusão em 540 dias corridos (um ano e seis meses), atualmente estão totalmente paralisadas.

Em números

R$ 92,5 milhões foi o valor anunciado em janeiro de 2013, no lançamento do projeto das. O governo federal financia 90% do valor da obra em contrapartida de 10% é do Governo do Amazonas.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.