Publicidade
Manaus
PESQUISA DO COMÉRCIO

Vendas para o ‘Dia dos Namorados’ deve crescer 1,6% em Manaus

O gasto com o presente deve ficar em torno de R$ 90, representando um aumento na receita bruta de aproximadamente R$ 46 milhões. Os dados são da Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus 31/05/2017 às 08:56
Show namorados
Perfumes, roupas e sapatos estão entre as preferências dos consumidores (Foto: Divulgação)
Rebeca Mota Manaus (AM)

Apesar das instabilidades financeiras que o País está enfrentando, os lojistas de Manaus estão otimistas e têm expectativas tímida de vendas para o dia dos namorados de 1,6%.. O gasto com o presente deve ficar em torno de R$ 90, representando um aumento na receita bruta de aproximadamente R$ 46 milhões. Os dados são da Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL Manaus).

A pesquisa ouviu 550 pessoas no período de 2 a 3 de maio e entre os presentes pretendidos para  comprar estão em primeiro lugar: perfumes e similares (18,9%) e logo em seguida está vestuário (14,7%).

Com ticket médio no valor de R$ 90, os entrevistados deram detalhes da expectativa de gastos quanto ao presente para o dia dos namorados, como: 22,59% pretendem gastar menos que R$ 50; 21,15% planejam desembolsar entre R$ 50,01 a R$ 100; 14,44% vão gastar R$ 100,01 a R$ 150.

Pechinchando
Alguns consumidores contam quanto e como querem investir o dinheiro com a pessoa amada, como no caso do auxiliar administrativo, Ismael Colares, 22, que  vai gastar  em torno de R$ 250 com o presente e ainda vai ao cinema ou restaurante. “Eu não gosto de economizar nesta data, minha namorada já pediu para eu gastar no máximo R$ 100, mas eu gosto de dar meu melhor”.

Já a estudante, Fabíola Cardoso, 21, conta que seu namorado pediu um presente que custa R$ 200 e ela deu a sugestão para ele de um relógio ou um óculos da Chilli Beans. “Nós compartilhamos os presentes e ele me leva para jantar fora”.

Já o estudante Bruno Sena vai buscar dar algo útil para a namorada de forma que economize, mas ainda não definiu o presente. “Quero gastar em torno de R$ 100, só pensei por alto, como tratamentos capilar em algum salão de beleza disponíveis no Meu Tambaqui ou algo parecido. 

Estimativa mais otimista

O presidente da Federação do Comércio, José Roberto Tadros, estima um crescimento no comércio de 3% a 5% e conta que apesar da insegurança na política nacional prevê este pequeno crescimento, mas daria uma previsão melhor caso esses problemas não estivessem ocorrido.

“Eu daria um diagnóstico mais otimista se não tivesse ocorrido essa confusão com o presidente Temer e diversos outros políticos do País. Mas, de qualquer maneira, a economia continua nos eixos e se divorciando da política, o problema é quando influencia de modo viral a economia. Mesmo assim, a economia está melhorando, mas ainda não deu para reduzir a taxa de emprego significativamente”, explica.

Publicidade
Publicidade