Publicidade
Manaus
assédio

Homem comete assédio a mulheres em Manaus via Whatsapp; uma delas é PM

Nas mensagens via aplicativo whatsapp, o homem chega a ameaçar as mulheres de morte, mandar fotos das partes íntimas, além de insinuar diversas pornografias 22/03/2016 às 15:32 - Atualizado em 22/03/2016 às 15:33
Show mensagens pornograficas vitimas servirao provas acrima20160322 0019 15
Mensagens pornográficas para as vítimas servirão de provas quando ele for preso (Arquivo/AC)
KAMYLA GOMES MANAUS

Um homem que se identifica como Jonatas dos Santos Pedrosa, tem assediado diversas mulheres na cidade de Manaus, mandando mensagens pelo aplicativo WhatsApp de ameaças e pornografias.

A policial militar A.C.S, lotada em uma Companhia Interativa Comunitária (Cicom), relatou para à equipe de reportagem do MANAUS HOJE que o homem entrou em grupo de revendas de roupas, no dia 16 de março, e lá começou a mandar várias mensagens pornográficas. “Não sei como ele conseguiu entrar no grupo, talvez se passou por mulher e então após as mensagens que ele mandou, nós recriminamos aquilo e retiramos ele do grupo”, disse a PM, acrescentando que dias depois o ele começou a mandar mensagens no telefone dela.

Ainda segundo a policial, as meninas que receberam as mensagens foram aconselhadas a comparecer no 6° Distrito Integrado de Polícia (DIP) para registrar o fato.

A PM relatou também que está em busca de mais informações que possam levar até esse homem.

Nas mensagens, o homem chega a ameaçar as mulheres de morte, mandar fotos das partes íntimas, além de insinuar diversas pornografias.

Um especialista em segurança da informação, explicou para a equipe de reportagem, que o homem entrou nesse grupo pegou os contatos e então criou uma lista de transmissão pelo aplicativo WhatsApp.

“Esse recurso possibilita que ele crie essa lista e mande a mesma mensagem para diversas pessoas de uma vez só. Ou esse número que ele está mandando mensagens é de um celular roubado, ou de algum parente”, explicou.

O delegado titular do 1° Distrito Integrado de Polícia (DIP), Rodrigo de Sá Barbosa, contou para a equipe de reportagem que caso esse homem seja localizado, ele poderá responder inicialmente por dois crimes.

“Pelas mensagens que ele enviou para as vítimas configurasse ameaças e injúrias. O problema maior também é importunação às pessoas que recebem esse tipo de mensagem”, relatou o delegado titular.

O delegado relatou também que todas as vítimas devem prestar queixa e que tudo será apurado e analisado. Até a noite de ontem, o homem continuava mandando diversas mensagens para as vítimas, inclusive para a PM, que promete encontrá-lo e prendê-lo em breve.

Pista certa na Cidade Nova

Um especialista em segurança da informação, que teve o nome preservado pela equipe, contou para o MH que foi verificado em uma base de dados de segurança de telefonia que o número no qual o homem tem mandado as mensagens está registrado no nome de uma mulher de 44 anos, que mora no bairro Cidade Nova, na Zona Norte da cidade.

Publicidade
Publicidade