Quarta-feira, 19 de Fevereiro de 2020
OPERAÇÃO DA PF

Homem de confiança de Zé Roberto, Zaqueu é preso pela PF em Salvador

Zaqueu teria ligação com o massacre ocorrido em presídios de Manaus em maio deste ano, o que resultou na morte de 55 detentos



zaqueu_2A24A835-756F-4A55-AAF6-284C234CF93F.JPG Zaqueu (foto em destaque) é o homem de confiança  de José Roberto Fernandes, o Zé Roberto da Compensa, um dos fundadores da FDN, fora do sistema prisional. Foto: Reprodução / Internet
18/12/2019 às 08:15

Apontado como principal liderança da facção criminosa Família do Norte (FDN) que estava até então foragido, Alan Barbosa Rolim, vulgo Zaqueu, foi preso preventivamente no último domingo (15) em Salvador, em uma ação entre policiais federais lotados no Amazonas e na Bahia. Um mandado de busca e apreensão contra ele também foi cumprido. A ação integra a 2ª fase da Operação Sétimo Círculo, com o objetivo de desarticular organização criminosa e reprimir ações voltadas a associação para o tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro.

Zaqueu teria ligação com os massacres ocorridos em presídios de Manaus em maio deste ano, resultando na morte de 55 detentos. Segundo a PF, Zaqueu é o homem de confiança  de José Roberto Fernandes, o Zé Roberto da Compensa, um dos fundadores da FDN, fora do sistema prisional. Ele foi localizado no último dia 15 (domingo) em um shopping em Salvador, oportunidade que foi cumprido o mandado de prisão preventiva, expedido pelo Juízo da Vara de Execuções Penais de Manaus.



O inquérito policial foi instaurado pela PF no Amazonas, atendendo a requisição do Ministro da Justiça e Segurança Pública, após o massacre que vitimou 55 detentos em presídios do Amazonas, ocorrido nos dias 26 e 27 de maio deste ano.

Há indícios de que o massacre a detentos foi executado em decorrência de disputas entre os fundadores da FDN – no caso Zé Roberto da Compensa e João Pinto Carioca, o João Branco . De acordo com a PF, a FDN atua dentro e fora dos presídios na prática de tráfico internacional de drogas, lavagem de dinheiro, homicídios e crimes correlatos, o que corrobora a hipótese da investigação criminal que ficou a cargo da Polícia Civil/AM.

Durante os trabalhos de investigação foram presos indivíduos de ambos os sexos, que atuavam fora do sistema prisional, mas que eram ligados às duas principais lideranças em disputa pelo controle da facção criminosa. De acordo com o que se apurou, há indícios de que tais indivíduos se encontravam no centro da disputa e tiveram relação com os fatos que ocasionaram o massacre.

Nas duas fases da operação houve o intercâmbio de informações entre os órgãos de Segurança Pública do Estado, em especial a Inteligência da SEAP/AM, e a Polícia Federal.

Abaixo, as principais ações policiais no âmbito da Operação Sétimo Círculo, em a ordem cronológica:

28/06/2019 – Prisão de R. C. DOS S., em Medellín, na Colômbia, em razão de Mandado de Prisão Preventiva expedido pela Justiça Estadual do Amazonas e Difusão Vermelha pela PF/Interpol. Na ocasião, o referido indivíduo de nacionalidade brasileira portava uma identidade colombiana falsa. O processo de extradição está em andamento.

10/07/2019 – Prisão, em cumprimento a Mandado de Prisão Temporária expedido pela Justiça Estadual do Amazonas, de S. M. F. P., em Guarulhos/SP, quando tentava embarcar em voo internacional com destino à Espanha. Trata-se da esposa de um dos líderes da facção, J. P. C., vulgo JOÃO BRANCO.

26/07/2019 – Deflagração da 1ª fase da Operação SÉTIMO CÍRCULO, em Florianópolis/SC, com o cumprimento a 3 Mandados de Prisão Temporária, 2 Mandados de Busca e Apreensão, bem como a lavratura de 5 Autos de Prisão em Flagrante. Nesta fase, as medidas foram cumpridas em ação conjunta envolvendo policiais das Superintendências da Polícia Federal do Amazonas e de Santa Catarina, e da Polícia Civil do Amazonas.

Na ocasião, foram presos: - M. CLEIA F. B., que é irmã de J. ROBERTO F. B. (vulgo ZÉ ROBERTO DA COMPENSA) e companheira de MARCELO F. L. J. (vulgo MARCELINHO MC); - MARCELO F. L. J., vulgo MARCELINHO MC; e, - CHARLES R. DOS S., vulgo BB, considerado irmão de ZE ROBERTO, líder da facção criminosa.

15 e 17/12/2019 – Deflagração da 2ª fase da Operação SÉTIMO CÍRCULO, com o cumprimento a Mandados de Prisão e de Busca e Apreensão de A. B. R., vulgo ZAQUEU, considerado homem de confiança de ZÉ ROBERTO fora do sistema prisional.

Nome da Operação: O nome da Operação é uma referência à clássica obra literária de Dante Alighieri, na qual o sétimo círculo é o local destinado às almas dos homicidas.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.