Terça-feira, 23 de Julho de 2019
ESTUPRO DE VULNERÁVEL

Homem denunciado por estuprar criança de 9 anos é preso em Iranduba

Segundo a Polícia, o homem, que era vizinho da vítima, se aproveitava do fato de ter a confiança dos familiares da criança para praticar o ato



estupro_8605D3D8-2E34-423C-BF40-281B9A4B881C.JPG Foto: Divulgação
18/06/2019 às 15:31

Um homem de 26 anos foi preso pela Policia Civil, na manhã desta terça-feira (18), no município de Iranduba, acusado de estuprar uma criança de nove anos de idade. Segundo informações da Polícia, o crime aconteceu por volta das 10h, no distrito de Cacau Pirêra, distante 27 quilômetros em linha reta da capital.

De acordo com o delegado Antonio Chicre Neto, titular do Posto de Policiamento Integrado (PPI) do município, o ato aconteceu em março deste anom no bairro Alto de Nazaré. Segundo ele, o infrator é vizinho da vítima, e se aproveitou da confiança que a família da criança tinha nele para praticar o delito. As investigações iniciaram quando a família da vítima suspeitou do crime.

 “Após constatarmos o estupro de vulnerável, representei à Justiça o pedido de prisão preventiva em nome do indivíduo. A ordem judicial foi expedida no dia 27 de maio deste ano, pelo juiz Túlio de Oliveira Dorinho, da Comarca de Iranduba. Na manhã desta terça-feira (18), o infrator compareceu ao prédio do PPI, após ser notificado. Ele foi ouvido e cumprimos o mandado de prisão em nome dele”, explicou o delegado.

Conduzido ao prédio da 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), localizada em Iranduba, o infrator foi indiciado por estupro de vulnerável. Posteriormente, ele será transferido para uma unidade prisional da capital, onde irá permanecer à disposição da Justiça.

Receba Novidades

* campo obrigatório
News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.