Publicidade
Manaus
Manaus

Homem dispara contra quatro amigos que conversavam em frente a um bar e mata um deles

A vítima fatal de 20 anos, que era cobrador de micro-ônibus, estava sentada com mais três amigos, quando um homem se aproximou e efetuou vários tiros. Crime ocorreu no bairro Jorge Teixeira, Zona Leste 14/06/2015 às 16:08
Show 1
Vítimas estavam em frente ao bar “Bolero Drinks”, na rua Jamabá, bairro Jorge Teixeira IV, Zona Leste
Joana Queiroz Manaus (AM)

Um homem ainda não identificado pela polícia efetuou vários  disparos de  arma de fogo, contra um grupo de quatro amigos que conversavam em frente ao bar “Bolero Drinks”, na rua Jamabá, bairro Jorge Teixeira IV, Zona Leste, na madrugada de sábado  (13) para domingo (14).

Na ocasião, o cobrador de micro-ônibus Plácido Carneiro Mendes, de 20 anos, foi alvejado com dois tiros e morreu a caminho do pronto socorro e o amigo dele,  Angel dos Santos de Souza, foi ferido com um tiro nas costas. Ele  está internado no pronto socorro Platão Araújo, Zona Leste.

O caso está sendo investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) que ainda não tinha pistas do assassino. Moradores do local estão receosos e inseguros. “Isso aqui nunca acaba, o crime está passando de uma geração para outra”, disse uma comerciante que não revelou o nome.

O sucateiro Rodrigo Audino Santos, 22, disse que o crime aconteceu por volta das 4h. “Eu estava com eles no bar bebendo e jogando sinuca”, contou. Segundo ele o grupo estava na rua em frente ao bar, quando parou próximo deles, um veículo Corsa de cor  preta, de placa não identificada, com dois homens. Logo depois, o homem que estava no banco do carona apontou a arma em direção aos rapazes e começou a atirar.

Dois dos quatro amigos que estavam conversando, conseguiram correr e escaparam das balas. O cobrador, Plácido Mendes,  não teve sorte e levou dois tiros, um na cabeça e outro no pé. Ele ainda foi  levado para o pronto socorro, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no início da manhã.  A  tia de Plácido, Quésia da Silva, 35, disse que a família estava dormindo e foi acordada por amigos da vítima informando que havia sido ferido. “Nós não sabemos quem fez isso com o meu sobrinho”, disse.

Segundo Quésia, Plácido trabalhava como cobrador de lotação, tinha mulher e deixou um filho. Ele é filho do policial militar Paulo  Ricardo da Silva Mendes. A mulher  disse que o mesmo não tinha envolvimento com tráfico de droga e nem com outro crime. A polícia não descarta a possibilidade de a motivação ser acerto de contas.

Plácido não tinha nenhum processo na Justiça, apenas aparece como testemunha num processo de cárcere privado, quando ainda era menor. De acordo com familiares, o mesmo morava no bairro da Compensa, Zona Oeste, e tinha se mudado para o Jorge Teixeira há poucos dias. 

Tráfico no bairro

De acordo com moradores do bairro, o tráfico de droga é o crime que predomina no bairro Jorge Teixeira e é também a principal causa das mortes, principalmente dos jovens  que acabam se envolvendo com o tráfico.  A ação de traficantes intimida a população de denunciar quem são os traficantes que distribuem a droga. 

Publicidade
Publicidade