Publicidade
Manaus
'ARRASTÃO'

Homem e adolescente são capturados após suspeita de assalto em universidade

Dupla estava com uma arma de brinquedo quando tentou roubar moto de um militar do Exército 13/09/2017 às 22:34 - Atualizado em 13/09/2017 às 22:50
Show capturar
(Foto: Divulgação)
Tiago Melo Manaus (AM)

Um homem e uma adolescente, de 16 anos, suspeitos de terem cometido uma série de assaltos a alunos de uma universidade localizada no Centro da cidade, foram presos na noite desta quarta-feira (13) por policiais militares da 24ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), na Rua 10 de Julho.

Segundo informações da Polícia Militar, o casal teria assaltado um militar do Exército, que aguardava a saída de sua esposa em frente à instituição de ensino na qual ela estuda. A vítima, que reagiu e contou com a ajuda de outras pessoas que estavam próximas, não obteve sucesso para capturar a dupla.

Ainda de acordo a Polícia Militar, a dupla, ainda não identificada, foi capturada logo em seguida na mesma rua com a moto da vítima. Com o homem, foi apreendida uma pistola de brinquedo utilizada no ato do crime.  Ambos foram encaminhados para o 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Conforme o universitário Rhuan Levi, de 22 anos, o incidente, que teria ocorrido dentro da universidade, acabou resultando em algumas pessoas que se machucaram durante a correria e outras que passaram mal.

"Estávamos em sala de aula, na hora do intervalo, quando ouvimos pessoas correndo no corredor ao lado. Alguém entrou na sala gritando que estava tendo um arrastão lá dentro. Fechamos a porta, trancamos e colocamos cadeiras para bloqueá-la. Tentamos sair pelas janelas, mas não deu certo. Algumas pessoas passaram mal. Essa situação de tensão durou uns trinta minutos", contou o estudante de Logística.

"Passado esse tempo, um funcionário veio nos avisar que já estava tudo bem, que a situação estava normalizada e que podíamos ir para casa. Na saída, vi ambulâncias e pessoas em maca, que haviam se machucado na tentativa de fugir do arrastão", concluiu ele.

A assessoria da universidade informou em nota que, por conta da decorrência, várias pessoas buscaram proteção na unidade localizada na Avenida Joaquim Nabuco. No local, não houve registro de qualquer ação de bandidos ou arrastão. Apenas o tumulto com a entrada das pessoas que buscavam proteção.

Publicidade
Publicidade