Segunda-feira, 22 de Julho de 2019
FISCALIZAÇÃO

Falso farmacêutico trabalhou ilegalmente no Hospital 28 de Agosto por três anos

Conselho Regional de Farmácia descobriu o caso após denúncias. Homem apresentou diploma falso, além de atuar com registro de outro profissional



28_de_agosto.JPG O homem estava atuando no hospital há 3 anos (Foto: Arquivo AC)
08/06/2018 às 17:11

Um homem identificado como Vander Reis Maia Júnior foi denunciado após se passar por farmacêutico no Hospital 28 de Agosto, localizado no bairro Adrianópolis, na Zona Centro-Sul de Manaus. O Conselho Regional de Farmácia do Amazonas (CRF-AM) recebeu a denúncia no mês de março e foi até o hospital apurar o fato. Durante a fiscalização, foi comprovado que o homem apresentou diploma falso para ser contratado, além de atuar com registro de outro profissional. 

Segundo o presidente do Conselho Regional de Farmácia, Jardel Silva, o homem atuava há três anos no laboratório e no banco de sangue do Hospital 28 de Agosto. “Recebemos de alguns profissionais um material de denúncia a respeito de um homem que estaria se passando por farmacêutico no 28. Uma fiscal foi até o hospital e comprovou a denúncia. O homem estava utilizando o número de registro de um profissional recém-formado que nem trabalha na área de laboratório", explicou Jardel.

A Secretaria de Estado da Saúde (Susam) afirmou que o rapaz já fazia trabalhos voluntários no local como técnico de laboratório quando a atual gestão assumiu e que aguardará o resultado das investigações policiais.  A denúncia foi protocolada pelo CRF na Delegacia Geral da Polícia Civil nesta sexta-feira (8).

"O homem estava trabalhando no hospital se passando por profissional. Descobrimos que ele nem é formado. A Susam nos informou que a contratação dele se deu por meio de uma empresa terceirizada, mas que estaria tomando as devidas providências. Ele deve ter pegado o número do registro do profissional de forma aleatória e deu certo", comentou.

Agora, o presidente do CRF espera que o homem responda na Justiça por apresentação de documentação falsa. "Até o momento ninguém sabe o paradeiro dele, porque ele fugiu. Mas ele terá que pagar pelo o que fez. Estava atuando como farmacêutico, mas nunca foi", completou.

De acordo com a Susam, o rapaz denunciado fazia, em outubro de 2017, quando a atual gestão assumiu, trabalhos voluntários como técnico de laboratório. Em abril, após a fiscalização do CRF-AM, a direção do hospital foi informada, segundo a nota da Susam, "que essa pessoa estava trabalhando como bioquímico, cobrindo dias de férias de profissional da Fundação Sangue Nativo, que presta serviço ao HPS na área de laboratório". Ainda conforme a nota, para concorrer à vaga temporária, o rapaz apresentou diploma e registro profissional falsificados. "A direção do HPS 28 de Agosto solicitou à Fundação Sangue Nativo o afastamento imediato dessa pessoa, que não atua mais na unidade". 

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.