Publicidade
Manaus
Manaus

Homem é morto em loja de conveniência de posto de gasolina, no bairro Compensa

Vítima foi baleada e levada em seguida pelos executores; horas depois, seu corpo foi encontrado num matagal 01/11/2015 às 18:34
Show 1
Corpo foi encontrado na Marina do Davi
Rafael Seixas * Manaus (AM)

ASSISTA AO VÍDEO

O lavador de carros Luciano Chaar Rodrigues, de 19 anos, foi morto por uma dupla de homens armados na madrugada deste domingo (1°). Em uma loja de conveniência de um posto combustíveis, localizado no bairro Compensa, na Zona Oeste de Manaus, ele foi atingido por um tiro no tórax, às 00h01.

No vídeo, gravado pelas câmeras do local, a vítima (de blusa cor-de-rosa) aparece correndo dos homens e indo em direção à loja de conveniência. No estabelecimento, ele tenta se esconder atrás do balcão, próximo de dois funcionários, mas leva um tiro na barriga.

Um dos homems (de blusa preta) ainda tenta efetuar um disparo contra a cabeça do rapaz, mas a arma falha, então a dupla sai do local.

Ferido, a vítima ainda tenta sair, mas é abordada pelo outro homem (de blusa laranja), sendo levado para fora do estabelecimento (confira o outro vídeo). Durante ação, um cliente atingido por um tiro.

Por volta das 1h30, na avenida Rio Negro, Luciano foi atingido por um disparo na cabeça. “Estávamos em oração quando ouvimos alguns tiros, corremos para ver o que era, mas não tinha mais nada e nem ninguém, só vimos o corpo do rapaz jogado no chão”, contou uma testemunha, que preferiu não ter o nome revelado.

A testemunha relatou também que as outras pessoas que estavam no culto de oração, viram um carro saindo em alta velocidade após o homicídio, mas não conseguiram ver as características do veículo. “Ouvimos uma gritaria, mas não chegamos a ver qual a cor do carro, foi tudo muito rápido”, finalizou.

Horas depois, o corpo dele foi encontrado num matagal no entorno da Marina do Davi, também na Zona Oeste, com a blusa de um dos executores amarrada ao pescoço.

O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

* Colaborou Théa Morel, da TV A Crítica


Publicidade
Publicidade