Publicidade
Manaus
Manaus

Homem é morto enquanto assaltava casa no Parque 10, Zona Centro-Sul de Manaus

Durante a ação criminosa, a vítima foi para a frente do imóvel e trocou tiros com um suspeito que chegou no local num carro modelo HB 20 de cor branca, sendo atingido e vindo a óbito 26/11/2014 às 16:52
Show 1
O crime ocorreu no início da tarde desta quarta-feira (26)
Kelly Melo Manaus (AM)

Um homem identificado como Celso Gomes Pereira, de 29 anos, foi morto com dois tiros no início da tarde desta quarta-feira (26) no conjunto Jardim Oriente, no bairro Parque 10 de Novembro, Zona Centro-Sul de Manaus. De acordo com a polícia, a vítima e outros três homens estavam assaltando uma casa na rua Kumamoto. Os três comparsas conseguiram fugir.

Policiais da 23ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) informaram que os assaltantes chegaram no local num carro modelo Hyundai HB20, de cor branca e placas OAM-2516. Três deles entraram na casa, enquanto o outro dava cobertura de dentro do veículo.

Minutos depois, Celso saiu da casa. Foi quando um homem, que estava em um  outro veiculo (ainda não identificado), apareceu e começou a trocar tiros com o criminoso. Ele levou dois tiros, sendo um na cabeça e outro no braço direito. O motorista do HB20 não reagiu e fugiu, assim como os outros dois assaltantes, que pularam o muro dos fundos do imóvel.

O Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) também foi acionado, mas quando chegou no local, o assaltante já estava morto. Um revólver e cerca de R$ 190 em espécie foram encontrados com o cadáver.

Casa fechada

Ainda nervoso com a situação, o comerciante e dono da residência João Lúcio Silva, 45 anos, contou que não havia ninguém na casa e que ele recebeu uma ligação de vizinhos informando que assaltantes tinham entrado no local. “Eu vim para cá e fiquei na esquina ligando para a polícia por mais de vinte minutos, pedindo socorro, mas ninguém aparecia. Foi quando apareceu essa pessoa, que já chegou atirando contra o bandido”, disse ele, que também não soube informar quem seria o atirador.

O empresário afirmou, ainda, que essa foi a terceira vez que a sua propriedade foi assalta em menos de dois anos. “Ainda não sei se deu tempo de  os outros levarem alguma coisa, mas eles arracaram a televisão da parede e guardaram alguns objetos dentro de malas na intenção de levar”, explicou.

Uma das hipóteses levantadas é de que o bandido tenha sido assassinado por um policial militar à paisana, mas a informação não foi confirmada pela polícia. Além da 23ª Cicom, policiais da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam) e da Polícia Civil do Amazonas também foram ao local do crime. O caso vai ser investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Publicidade
Publicidade