Terça-feira, 23 de Julho de 2019
Manaus

Homem é preso ao matar adolescente com 'mata-leão' e atirar em traficante, em Manaus

Crimes ocorreram no bairro Nova Floresta, na Zona Leste, nos meses de março e agosto deste ano. Suspeito confessou morte de traficante e sobre ter asfixiado adolescente, achou que "ele tivesse desmaiado"



1.jpg "Orelha" é suspeito de duas mortes ocorridas na Zona Leste de Manaus
05/11/2014 às 18:14

Após matar duas pessoas nos meses de março e agosto deste ano, Alexandre Santos da Cruz, 20, o “Orelha”, foi preso pela polícia e apresentado na tarde desta quarta-feira (5). Segundo a polícia, o homem é suspeito de cometer dois homicídios, sendo que uma das vítimas é menor de idade e foi executada com um golpe chamado “mata-leão”. O suspeito foi localizado depois de roubar uma motocicleta e ser levado ao 9º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Os dois homicídios ocorreram no bairro Nova Floresta, Zona Leste de Manaus. O primeiro crime aconteceu na rua Diamante e vitimou Caio Felipe da Costa Ferreira, 16, vulgo “Neguinho”. Segundo a Polícia Civil, por volta das 8h do dia 7 de março deste ano, Alexandre e “Neguinho” cheiravam “loló” na companhia de outras pessoas quando os dois teriam se desentendido, conforme explicou a delegada adjunta da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Geórgia Cavalcante.

“Eles tinham uma relação de amizade, porém estavam consumindo drogas e brigaram por causa de uma namorada. Nos autos Alexandre diz que Caio deu em cima da namorada dele. Foi nesse momento que ele matou Caio asfixiado com um golpe conhecido como ‘mata-leão’”, disse.

O segundo caso ocorreu no dia 24 de agosto na rua Ônix, também no Nova Floresta. Conforme a Polícia Civil, por conta de uma disputa de área relacionada ao tráfico de drogas, Alexandre efetuou dois disparos contra Bruno Luís Souza Miranda, 19, que morreu no local.

À reportagem, o suspeito confessou o crime contra Bruno. “Ele disse que ia me matar e eu matei ele”, contou. Sobre a morte do menor, Alexandre diz que se arrepende. “Achei que ele só tivesse desmaiado”, afirma.

 De acordo com o delegado titular da DEHS, Paulo Martins, o indivíduo é considerado de alta periculosidade na área. “A gente tem o ‘Orelha’ como um elemento perigoso que precisava necessariamente ser tirado de circulação. No 9º DIP, foi verificado que ele tinha um mandado de prisão pelo crime contra o menor, mas ele nega e assume o segundo”.

“Orelha” foi preso pelos dois crimes e será encaminhado à Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus, onde ficará à disposição da Justiça. Segundo a polícia, ele ainda deve ser indiciado por roubo no 9º DIP. 

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.