Publicidade
Manaus
Manaus

Homem é preso em flagrante por tentativa de homicídio e estupro de criança na Compensa

O acusado foi apresentado na manhã desta segunda-feira (7), na sede da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente  07/12/2015 às 11:03
Show 1
Ele foi preso em flagrante por tentativa de homicídio e estupro de criança
Fábio Oliveira ---

O carpinteiro Marilso Seixas da Silva, 42, foi preso na noite deste domingo (6), por volta das 19h, em flagrante por tentativa de homicídio e estupro contra um menino de 6 anos de idade. O crime bárbaro ocorreu no bairro da Compensa, Zona Oeste de Manaus.

O acusado foi apresentado na manhã desta segunda-feira (7), na sede da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA). Marilso foi preso por policiais militares da 8ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom).

De acordo com a delegada Juliana Tuma, titular da DEPCA, Marilso abusou sexualmente do menino e ainda tentou matá-lo ao enforca-lo com suas mãos. A vítima desmaiou e só acordou no hospital.

Segundo Tuma, o acusado convidou a vítima e o irmã dela, de 13 anos, para a casa dele alegando que iria cortar o cabelo dos dois. Ao chegar a casa do suspeito, o irmão maior de idade percebeu que Marilso estava bastante embriagado e foi embora, deixando seu irmão menor na casa.

"Ele percebeu e foi embora pra casa. Quando chegou, a mãe perguntou pelo menor e ele respondeu, dizendo que havia saído porque estava muito bêbado e deixou o irmão na casa", explicou.

Em seguida, a mãe ordenou que o mesmo retornasse a casa para pegar o irmão e quando chegou se deparou com o menor caído ao chão desacordado, com sinais de estrangulamento e com os olhos quase extraídos.

"A vítima acabou defecando e o irmão gritou por ajuda e populares pegaram o Marilso e acionaram a 8ª Cicom", disse. Em seguida, familiares levaram a vítima para um hospital da cidade, onde foi submetida a exames que comprovaram o abuso e tentativa de homicídio.

O acusado foi autuado por ambos os crimes e será levado ainda hoje para a cadeia pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro da capital amazonense. Durante a apresentação, Marilso informou que não praticou crime nenhum.

Ele alega que a criança estava na casa dele porque estava brincando com o sobrinho dele. Marilso afirmou que bebeu mais de 20 latinhas de cerveja na noite de ontem.


Publicidade
Publicidade