Terça-feira, 23 de Julho de 2019
ABUSO SEXUAL

Homem é preso suspeito de estuprar menina de 11 anos que conheceu no jogo Free Fire

Vítima conversou com o rapaz no chat do jogo online e foi até a casa dele na Zona Norte de Manaus



WhatsApp_Image_2019-06-25_at_19.37.13_62139C86-6028-4DBF-9D91-5CB845C1CA27.jpeg Foto: Sandro Pereira
25/06/2019 às 20:59

Policiais Civis da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) prenderam nesta terça-feira (25) Wanderlei Pires dos Santos Júnior, de 26 anos. Ele é suspeito de estuprar uma menina de 11 anos de idade e a manter em cárcere privado na casa dele, na rua Esperança, Conjunto Cidadão 1, bairro Cidade Nova, Zona Norte de Manaus.

Segundo informações colhidas com a mãe da vítima, a menina conheceu o suspeito na sexta-feira (21) por um jogo de celular, chamado Free Fire. Como a vítima não tem redes sociais, eles conversavam por bate papo dentro do jogo. Em uma dessas conversas ele pediu o número de telefone da menor de idade. A mãe viu a filha conversando no telefone celular e quebrou o chip do aparelho para evitar conversas. 

No domingo (23), o suspeito então, conversando por mensagens dentro do jogo, convenceu a menina a ir até a casa dele. Por volta das 17h, a garota solicitou pelo próprio celular um carro de um serviço de aplicativo. Ela foi até o local encontrar com o suspeito.

A vítima contou que ao chegar ao local, Wanderlei a tratou de forma grosseira, a obrigou a manter relações sexuais com ele e a ameaçou de morte caso ela contasse alguma coisa para os familiares.

Ela afirmou que Wanderlei arrancou a roupa dela à força e a estuprou duas vezes. A garota ficou trancada na casa por quase 26 horas, sem comer ou beber água. Na noite de segunda-feira (24), o suspeito pediu para ela ir embora. Ela pediu um carro também pelo próprio celular e foi para a sua casa. 

Quando chegou em casa, a menina estava toda suja cheia de sangue e contou o que havia acontecido para a mãe. Hoje pela manhã elas procuraram a Depca e contaram toda a história. Para comprovar o estupro, a menina de 11 anos passou por exame no Instituto Médico Legal (IML). Após o fato ser comprovado, os policiais foram até a casa do suspeito e fizeram a prisão.

Ele foi levado até a sede da Depca e nesta quarta-feira (25) vai para audiência de custódia.

Receba Novidades

* campo obrigatório
News mark 33e2e16a 10de 400f 92c3 ec9d554e6edf
Repórter de A CRÍTICA

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.