Terça-feira, 23 de Julho de 2019
Manaus

Homem esfaqueia e tortura esposa por mais de quatro horas por ciúmes na Zona Norte

Segundo a vítima, o marido, com raiva, partiu para cima de Sandro Gomes do Nascimento, dando-lhe uma facada abaixo das costelas e perfurando-lhe o pulmão, e depois começou a torturá-la



1.jpg Mulher teve ferimentos em várias partes do corpo
01/11/2014 às 12:56

Um homem foi preso neste sábado (1º) depois de instaurar uma madrugada de terror na própria casa, esfaqueando e agredindo a própria mulher e mantendo-a refém por mais de quatro horas, por desconfiar que ela tinha um caso com um amigo seu.

De acordo com a Polícia Civil, Janete Martins dos Santos, 36, estava em sua casa, localizada no conjunto João Paulo, bairro Nova Cidade, Zona Norte de Manaus, acompanhada do marido, Emerson Souza Nogueira, 35, e um amigo dele, Sandro Gomes do Nascimento, 22, e os três estavam bebendo.

Por volta das 3h, Emerson, enciumado e no estupor causado pela bebida, insinuou que Janete estava tendo um caso com Sandro. Segundo Janete, o marido, com raiva, partiu para cima do amigo, dando-lhe uma facada abaixo das costelas e perfurando-lhe o pulmão.

Depois, ele se voltou para a esposa, socando-a no rosto e a levando ao chão, nem se importando com o fato de que ela segurava um filho do casal de apenas dois meses. “Quando caí, deixei meu filho lá no chão e outro filho meu, que tem três anos, juntou ele de lá”, contou a mulher. Sandro aproveitou esse tempo para fugir e a polícia informou que ele foi atendido por um hospital da rede pública.

Emerson, então, torturou repetidamente a própria mulher, cortando seu supercílio direito e perfurando sua perna direita e sua coxa esquerda e sua mão. Ele ainda esfaqueou a mão direita da esposa, que ela tinha colocado no próprio pescoço para se defender de um ataque do marido que teria acertado sua jugular.

O homem ainda desferiu múltiplas e pequenas facadas na cabeça da mulher e a arrastou para a rua pelos cabelos querendo continuar a agredi-la em via pública, momento em que os policiais da 15ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) foram acionados.

Eles chegaram por volta das 7h, cerca de quatro horas depois da sessão de tortura ter começado. Emerson, ao perceber a presença dos policiais, passou a segurar a esposa mantendo uma faca em seu pescoço e ameaçando matá-la e depois se matar. Janete explicou na delegacia que ele fez isso por acreditar ter matado Sandro.

Os policiais tiveram de negociar por cerca de duas horas para que a mulher fosse liberada e, por volta das 9h, Emerson foi preso e conduzido à Delegacia da Mulher, onde foi autuado por tentativa de homicídio. Ele será encaminhado à Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa, onde ficará à disposição da Justiça.

*com informações da repórter Perla Soares


Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.