Domingo, 15 de Dezembro de 2019
ZONA CENTRO-SUL

Homem finge estar armado, entra na sede da Susam e ameaça servidora para cobrar dívida

Em depoimento, o homem disse que o órgão lhe deve R$ 358 mil e que, insatisfeito por não receber, resolveu ir ao local cobrar providências



susam_123.JPG Foto: Arquivo AC
23/01/2018 às 15:42

Um homem de identidade não revelada entrou nesta terça-feira (24) em um setor da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), no bairro Aleixo, na Zona Centro-Sul, e ameaçou uma servidora do órgão ao fingir portar uma arma de fogo. A informação foi confirmada pelas assessorias de imprensa da Susam e da Polícia Militar.

Segundo o tenente Barroso, supervisor de área da 3ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), o homem, que se identificou como um cirurgião dentista, relatou à Polícia Militar que foi ao local cobrar uma quantia em dinheiro que o órgão deve a ele, referente a serviços prestados no interior do Estado. “Não tinha arma nenhuma”, afirmou o tenente.



Ainda segundo o policial militar, o homem revelou que o órgão deve a ele R$ 358 mil e que, insatisfeito por não receber, resolveu ir ao local cobrar providências. Ele e a funcionária ameaçada foram ao 3° Distrito Integrado de Polícia (DIP) para prestar esclarecimentos sobre o caso e para a realização dos procedimentos cabíveis.

Em nota, a Susam informou que o homem em questão era uma prestador  de serviços contratado pela gestão anterior para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Tabatinga.  Segundo o órgão, os serviços foram realizados pela empresa até setembro. "Quanto aos pagamentos em atraso reivindicados, o órgão esclarece que vem honrando com o compromisso de pagamento das dívidas passadas, conforme cronograma estipulado em acordo com as empresas terceirizadas e que o prestador recebeu uma parcela da dívida em dezembro e tem outra programada para este mês", diz nota da secretaria. 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.