Terça-feira, 24 de Novembro de 2020
Manaus

Homem pede resma de papel para clube da igreja e tenta estuprar adolescente que entregou material

A vítima informou que Judson tentou estuprá-la quando ela foi entregar a doação. Ele só não teria consumado o ato porque a máquina de lavar do suspeito deu problema e ela conseguiu fugir



1.jpg Segundo a vítima, Judson a beijou a força, tentou tirar sua roupa e tocou em suas partes íntimas
09/10/2013 às 18:32

Judson Pacheco Arcos, 27, foi preso na terça-feira (8) por tentativa de estupro contra uma adolescente de 12 anos na casa dele, situada na avenida Penetração, conjunto Amazonino Mendes, bairro novo Aleixo, Zona Norte de Manaus. O suspeito faz parte do Clube dos Debravadores da Igreja Adventista do Sétimo Dia, onde a garota frequenta os cultos com a família e teria ido até local para entregar uma resma de papel que o suspeito havia solicitado da mãe da garota para o grupo religioso.

De acordo com os policiais militares da 27ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), a vítima informou que Judson sempre a procurava na igreja e teria pedido o número do seu telefone. Na manhã de terça-feira, ele ligou para a vítima querendo conversar e a mesma passou o aparelho para a mãe. Para disfarçar, o suspeito pediu da genitora que a mesma doasse uma resma de papel ofício para o clube.



A mãe da garota comprou o produto e pediu para a filha entregar na casa de Judson, que fica localizada no mesmo bairro. Ao chegar o local, ele pediu para a adolescente entrar na residência, mas ela recusou. Após ter o pedido negado, ele a puxou para dentro da casa pelo braço e a jogou na cama. Ainda segundo a vítima, Judson a beijou a força, tentou tirar sua roupa e tocou em suas partes íntimas.

Segundo os policiais, o estupro só não foi consumado porque a máquina de lavar roupas do suspeito deu problema e começou a alagar a casa, ele deixou a menina na cama e foi desligar o aparelho, quando a adolescente conseguiu fugir do local. Depois de chegar em casa, a jovem contou a situação para a mãe e a mesma acionou a polícia.

Judson foi preso na casa onde morava, negou o crime e disse a polícia que só vai falar em juízo. Ainda assim, ele foi levado à Delegacia Especializada em Proteção a Criança e ao Adolescente (Depca), onde foi autuado por tentativa de estupro de vulnerável. Ele foi encaminhado na manhã desta quarta-feira (9) para a cadeia pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa.

*Com informações do repórter Thiago Monteiro do Manaus Hoje


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.