Publicidade
Manaus
PRISÃO

Homem preso no Pará por estupro de grávida deve ser trazido para Manaus

Segundo a polícia, suspeito cometeu o crime no dia 20 de maio em um terreno baldio na avenida Noel Nutels, no bairro Cidade Nova. Ele foi preso em Juruti, no estado do Pará 26/06/2018 às 19:39
Show preso
Foto: Divulgação
Fábio Oliveira Manaus (AM)

A Polícia Civil do Pará prendeu um homem procurado em Manaus por estuprar uma grávida de 34 anos. O crime aconteceu no dia 20 maio deste ano, no bairro Cidade Nova, Zona Norte de Manaus. A assessoria de imprensa da PC informou que o delegado titular do 6º Distrito Integrado de Polícia, Ricardo Cunha, confirmou a prisão, mas não deu maiores detalhes sobre a captura do foragido.

O suspeito do crime foi identificado como Márcio Romero Nascimento Silva, que foi localizado em Juruti, no Pará, após uma denúncia anônima. Ele foi conduzido para a delegacia do município, onde prestou esclarecimentos sobre o fato. A reportagem não teve acesso ao depoimento do suspeito. A assessoria de imprensa da Polícia Civil informou que o delegado estava viabilizando trazer o homem para a capital amazonense.

Márcio é apontado pelo estupro de uma mulher de 34 anos. O crime teria sido cometido em um terreno baldio, localizado na avenida Noel Nutels, no bairro Cidade Nova. Na época do crime, Márcio, apontado como suspeito, agrediu fisicamente o rosto da grávida, que chegou a levar pontos por conta dos golpes desferidos pelo suspeito. Segundo o delegado, na época, Márcio foi flagrado por câmeras de segurança de uma drogaria comprando preservativos antes de cometer o crime.

Conforme Cunha, Márcio teria tentado se aproximar da vítima e investido uma vez, mas foi recusado pela mulher. “No local, ele a agrediu fisicamente e ela desmaiou. Em seguida, quando a mulher acordou se deparou com o infrator consumando o ato. Após isso, familiares dela compareceram no 6° DIP e formalizaram um BO. Foi quando iniciamos as investigações em torno do caso. Verificamos que a vítima ficou internada por nove dias em um hospital e acabou perdendo o filho que estava esperando”, explicou.

Publicidade
Publicidade