Publicidade
Manaus
Manaus

Homem que se passava por policial civil para estuprar e roubar mulheres é preso

'Ele dizia que iria levá-las à delegacia, pois estavam sendo investigadas. Durante o trajeto, o homem abusava sexualmente das vítimas e as roubava', destacou o delegado do 19° DIP 25/06/2015 às 15:43
Show 1
O delegado contou que o suspeito forçava as mulheres a entrar no veículo dele, modelo Celta, de cor prata, com placas adulteradas.
Acrítica.com* ---

Edson de Oliveira Neves, de 45 anos, foi preso na tarde da última quarta-feira (24), após uma investigação de quatro meses apontar que ele se passava por policial civil para violentar e roubar mulheres na cidade de Manaus. A prisão ocorreu na residência dele localizada na rua São Paulo, bairro Compensa, Zona Oeste.

De acordo com o delegado adjunto do 19° Distrito Integrado de Polícia (DIP), Arsenio Gama Brown, Edson passou a ser investigado depois que as vítimas, cujo nome foi preservado, o denunciou. O delegado contou que o suspeito forçava as mulheres a entrar no veículo dele, modelo Celta, de cor prata, com placas adulteradas.

“Ele dizia que iria levá-las à delegacia, pois estavam sendo investigadas. Durante o trajeto, o homem abusava sexualmente das vítimas e as roubava", destacou o delegado.

Ainda conforme Arsenio Gama, o suspeito em alguns crimes praticados, não agia sozinho. “Ele utilizava uma Carteira Funcional falsa, se passando por um investigador. Ele também usava o nome fictício “Marcos”, além de arma de fogo e uma camisa da Polícia Civil para cometer os crimes. Descobrimos que em alguns casos ele agia com um comparsa identificado como Antônio Carlos, que está sendo procurado pela PC”, relatou.

O falso PC já respondeu por sete processos criminais, sendo quatro por extorsões mediante sequestro, um roubo, um porte ilegal de arma de fogo e um furto. No 19° DIP, o homem foi indiciado por estupro e extorsão mediante sequestro. Ao término dos procedimentos, ele será encaminhado à Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa, onde ficará à disposição da Justiça.

*Com informações da assessoria de comunicação


Publicidade
Publicidade