Publicidade
Manaus
PRISÃO

Homens são presos por suspeita de agredir e matar PM em 2015

Eles foram indiciados por lesão corporal seguido de homicídio e lesão corporal. Três pessoas continuam sendo procuradas pela Policia Civil 23/03/2016 às 14:30 - Atualizado em 26/03/2016 às 16:09
Show identificado fotos festa depoimentos testemunhas acrima20160323 0009 15
O grupo foi identificado a partir de fotos do dia da festa e depoimentos de testemunhas (Dani Brito)
DANI BRITO MANAUS

Oito pessoas foram presas durante toda essa terça-feira (22) acusados de participarem das agressões físicas a dois policiais militares no dia 20 de dezembro de 2015. Um dos policias morreu após 10 dias do fato.

Adenil junio Osório da Silva, 19; Ícaro de oliveira Vasconcelos, 25, o "Farol", Janderson Souza Mota, 20, o "Jan"; José Paulo Gonçalves Sales, 22, "Paulinho"; José Maria Tamborini Junior, 21, o "Junior Doido"; Jorge Mota da Silva Filho, 40, o "Jorgete"; Eloilson Cruz de Oliveira, 31, o "Eloi"; e João Paulo Sousa da Silva,  27, o "Jota " foram presos em bairros diferentes de Manaus. Segundo o delegado titular do 27 Distrito Integrado de Polícia ( DIP ), Márcio André,  os suspeitos foram encontrados nos bairros Betânia,  Cachoeirinha e Japiim, na Zona Sul; Flores, na Zona Centro-Sul;  santo Antônio, Zona Oeste;  e Cidade Nova, na Zona Norte.

O crime ocorreu em um estabelecimento comercial localizado no bairro Novo Aleixo, zona Norte. As vitimas, policiais militares Andre Luis Silva Rosário ,33, e Jeferson Jesus de Castro, 23, foram ao local apos a esposa  de André, que também e policial, ser assaltada e ter a bolsa com uma arma de fogo roubada. Segundo informações dos PM's, os autores do roubo estariam em uma festa no local.

Testemunhas disseram que os policiais chegaram ao estabelecimento abordando as pessoas que estavam presentes. Foi então que um grupo começou a agredi-los com chutes, garrafadas e cadeiradas.

O policial André foi levado ao hospital, porem veio a óbito dez dias depois do ocorrido.

O grupo foi identificado a partir de fotos do dia da festa e depoimentos de testemunhas. Eles foram indiciados por lesão corporal seguido de homicídio e lesão corporal. Três pessoas continuam sendo procuradas pela Policia Civil.

Publicidade
Publicidade