Publicidade
Manaus
Manaus

Homens são presos suspeitos de participação em duplo homicídio ocorrido em dezembro de 2014

Após sobreviver a um atentado de rivais, Janderson Gonçalves Nogueira, o "Buda" - ligado ao PCC - contratou pistoleiros para executarem seu desafeto. Corpos foram achados dentro de um carro de luxo no bairro Flores 13/02/2015 às 11:31
Show 1
André (à esq.) e o criminosos conhecido como "Buda" (à dir.) foram identificados como responsáveis direto pelos assassinatos
Fabio Oliveira Manaus (AM)

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) prendeu duas pessoas na tarde de quinta-feira (12), suspeitos de terem participação no duplo homicídio ocorrido no dia 3 de dezembro do ano passado, na comunidade Santa Cruz do bairro Flores, Zona Centro-Sul de Manaus.

De acordo com o titular da DEHS, delegado Ivo Martins, Janderson Gonçalves Nogueira, o "Buda", de 29 anos, foi o mandante do crime. André Pinto Santiago, de 29, por sua vez, foi quem articulou e contratou os pistoleiros, sendo que um, Fábio Pereira, vulgo "Fábio Olhão", 25, já está sob custódia - ele está internado no Hospital Pronto-socorro Dr. João Lúcio, na Zona Leste da capital.

Segundo Ivo Martins, Buda é integrante da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) e teria roubado uma grande quantia de drogas de Ítalo Jordão, também conhecido como "Gordinho", da facção rival Família do Norte (FDN), uma das vítimas do crime.

"O ítalo (vítima) descobriu que o Buda roubou sua droga e tentou matá-lo com dois tiros, mas sobreviveu. Então o Buda se vingou e mandou matar o Ítalo", contou o delegado.

Ainda conforme Martins, André é amigo de infância da vítima e iria receber R$ 50 mil de Buda para articular o crime. O segundo atirador ainda não foi identificado e segue foragido.

Relembrar o caso

Dois homens foram mortos dentro de um veículo na manhã do dia 3 de dezembro de 2014, na rua 3 da comunidade Santa Cruz. Segundo informações de moradores, as vítimas estavam no banco de motorista e carona de um carro modelo KIA Sorento, de cor preta e placas NOI 5429, quando foram atingidos por suspeitos que estavam sentados no banco de trás do mesmo veículo.  

Ainda segundo informações de testemunhas que estavam no local na hora do incidente, após ser atingido, o motorista ainda tentou dirigir o veículo, mas bateu em outros carros e acabou morrendo no local.

Publicidade
Publicidade