Publicidade
Manaus
Prisão ciborg

Homicida faz 'racha' com a polícia, atira e acaba preso

Durante a perseguição, ‘Ciborg’ ainda atirou contra os policiais, mas ninguém ficou ferido. Os policiais conseguiram interceptar a dupla no bairro Val Paraíso e com Vanderlan foi apreendido o revólver calibre 38 16/05/2013 às 14:19
Show 1
'Ciborg' negou ter matado Bili Jone na última terça-feira (14) e disse que ele daria a sua vida pelo 'amigo' morto
Bruna Souza e Thiago Monteiro Manaus, AM

O mototaxista Vanderlan Rodrigues da Silva, de 39 anos, o ‘Ciborg’, foi preso na noite de quarta-feira (15), por volta das 20h, na rua Alarico Furtado, no bairro Val Paraíso, após tentar fugir da polícia em uma motocicleta em alta velocidade pelas ruas da Zona Leste de Manaus. Em depoimento, ele confirmou que já matou pelo menos seis pessoas e é suspeito de ter matado Bili Jone Pinto da Silva, 33, na última terça-feira (14). Um adolescente de 15 anos foi apreendido em companhia de Vanderlan.

De acordo com policiais militares da 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), ‘Ciborg’ e o adolescente estavam em uma moto, com características não informadas, quando avistaram a viatura em patrulhamento na avenida Brigadeiro Hilário Gurjão, no bairro Jorge Teixeira 4, e empreenderam fuga pelas ruas da Zona Leste em alta velocidade.

Durante a perseguição, ‘Ciborg’ ainda atirou contra os policiais, mas ninguém ficou ferido. Os policiais conseguiram interceptar a dupla no bairro Val Paraíso e com Vanderlan foi apreendido o revólver calibre 38, utilizado na tentativa de atingir os policiais.

Os suspeitos foram levados para o 30º Distrito Integrado de Polícia (DIP). Vanderlan é apontado como o principal suspeito de matar Bili Jones Pinto da Silva, 33, após o mesmo ver uma dupla tentando roubar a motocicleta do vizinho, também no bairro Jorge Teixeira na última terça-feira (14). Em depoimento, Vanderlan negou o crime, mas afirmou que já matou outras seis pessoas por inimizades. Ele disse ainda que nunca mataria o 'amigo' e que daria a própria por ele.

‘Ciborg’ foi autuado por porte ilegal de arma de fogo e tentativa de homicídio e encaminhado à cadeia pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa. O adolescente foi levado para a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).


Publicidade
Publicidade