Sexta-feira, 21 de Fevereiro de 2020
Manaus

Homicídio de estudante pode ter sido passional ou motivado por tráfico, acredita polícia

O IML não confirmou, mas há suspeitas de que Ellen Santos, assassinada com três tiros no bairro Alvorada, estaria grávida



1.gif Ellen Santos foi executada com três tiros por volta das 18h30 de sábado
24/02/2015 às 17:16

A Polícia Civil está trabalhando com duas linhas de investigação para elucidar o crime da estudante Ellen Leite dos Santos, 22, assassinada com três tiros na noite de sábado, segundo informou ontem o titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) Ivo Martins. “Duas equipes de investigadores estão nas ruas para levantar informações que levem aos autores do crime”, disse.

Segundo Martins, a polícia trabalha com as hipóteses de que o crime tenha sido passional ou motivado pelo tráfico de droga. Informações colhidas no local do crime por investigadores da DEHS é que Ellen seria amante de um traficante de droga Marcos Roberto Miranda da Silva, o ”Marcos Pará”, que está preso.



O delegado Ivo disse que o inquérito policial foi instaurado e durante esta semana vai começar ouvir familiares e amigos da vitima, inclusive o preso Marcos Pará. Informações não oficiais, mas que estão sendo apuradas pela polícia, é de que a estudante era amante de Marcos Pará, mas depois que ele foi preso, ela arrumou um namorado e estaria grávida deste homem. Enciumado, Marcos Pará teria encomendado a sua morte. O delegado Ivo não descarta a possibilidade do crime ter ligações com o tráfico de droga. Ela poderia estar comandando a venda de entorpecente para o amante.

A família de Ellen foi procurada ontem para falar sobre o caso, mas no muro da casa havia um aviso informando que a família não queria dar entrevista e pedindo que o momento de dor fosse respeitado. O médico legista Helder Alágia, que fez o exame de necropsia, disse que não podia confirmar a suposta gravidez por estar impedido até que o laudo se tornasse público.

Ellen foi assassinada ao lado da casa dela, na rua 8, no bairro Alvorada 1, Zona Centro-Oeste. O tio da jovem, Eleilton Silva dos Santos, 47, morava ao lado da casa da sobrinha e contou como o crime aconteceu. Segundo ele, Ellen estava dentro de casa, quando dois homens em uma motocicleta pararam em frente à residência e a chamaram. Quando ela atendeu, um deles começou a efetuar os tiros.

“Eu também estava dentro de casa com as minhas filhas. Ouvimos os tiros e saímos correndo para nos esconder no quarto. Nós esperamos um pouco e quando os caras foram embora eu saí para ver o que tinha acontecido e me deparei com a Ellen caída no corredor, entre a minha casa e a dela”, relatou o tio que chegou a socorrê-la e levá-la ao Serviço de Pronto Atendimento do Alvorada (SPA), mas a jovem já chegou morta na unidade.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.