Terça-feira, 21 de Maio de 2019
HORTA URBANA

Um oásis verde na ‘selva de pedra’: hortas urbanas sobrevivem em Manaus

Pequenos agricultores persistem à expansão imobiliária e tiram o sustento da família plantando verduras e hortaliças em pleno centro urbano



12.jpg
(Foto: Winnetou Almeida)
22/01/2017 às 05:00

Em meio ao caos, barulho e poluição da cidade grande, microagricultores vêm resistindo ao avanço da urbanização e, com hortas no meio da “selva de concreto”, vêm mostrando que é possível levar uma “vida do campo” em pleno centro urbano. A rotina de plantar e colher hortaliças e até frutas - enquanto assiste ao congestionamento -, além de prazerosa, para muitos é mais do que meio de subsistência: é fonte de renda.

Na avenida governador José Lindoso (das Torres), que liga a Zona Leste à Zona Norte, uma das vias onde a especulação imobiliária foi mais latente nos últimos anos, o número de empreendimentos e condomínios residenciais sendo construídos já não impressiona tanto quanto as hortas que resistem à pressão da vida “urbana” e colorem de verde o caminho de quem vai para casa ou para o trabalho por esse caminho. Cebolinha, cheiro-verde, pimenta de cheiro, couve e até macaxeira são cultivados pelos pequenos agricultores no meio da cidade.

O agricultor Francisco das Chagas Mendes Machado, 44, é um deles. Ele produz hortaliças há mais de dez anos no mesmo terreno, que fica às margens da avenida das Torres. Ele conta que a produção começou quando aquela região ainda era dominada por sítios e muito verde.

“Fui caseiro por um bom tempo em um desses sítios. Nessa época resolvi plantar verduras que seriam para o próprio consumo da família. Em 2007, com o crescimento da cidade, resolvi alugar este terreno para poder expandir a horta, que além de servir como alimento para a minha família,  também poderia se tornar uma fonte de renda. E deu certo: não é igual uma horta no sítio, mas vamos nos adequando com a cidade”, relatou.

Francisco contou que, por causa da poluição, o cuidado com a plantação deve ser redobrado. “A horta está dentro da cidade e, por estarmos tão perto da avenida, há poluição e precisamos sempre lavar as estufas e ter mais cautela para não perder nosso bem mais precioso”, disse.

Mas nem tudo são flores - ou melhor, hortaliças - no caminho de Francisco. Com o aumento da frota de veículos, o desmatamento e o aumento da temperatura média no período de julho a novembro, as plantações localizadas dentro da cidade acabam, muitas vezes, não resistindo. Isso tem acontecido nos últimos anos, contou o agricultor. E quando isso acontece não tem jeito: a família precisa recuperar a horta e comprar produtos de outros produtores para não deixar os clientes - que são certos e fiéis - “na mão”. “A gente improvisa para sobreviver na cidade”.

No meio da Cidade Nova

Bem em frente à Escola Estadual  Professor José Bernardino Lidoso, mais conhecido como “Quarentão”, localizado na Cidade Nova 5, Zona Norte, também é possível encontrar cheiro-verde, cebolinha, couve, pimenta do cheiro, chicória e até quiabo de metro. Tudo fresquinho e colhido conforme o pedido do freguês.

O responsável por esta horta é o micro-agricultor José Carlos Miranda de Cardoso, 52. Ele aprendeu a atividade, quando trabalhou na colônia Japonesa e depois disso resolveu abrir o próprio negócio.

Assim como o caso do micro-agricultor Francisco das Chagas, a horta de José serve tanto como alimento para família como também fonte de renda. “São mais de cinco anos que estamos aqui e esse trabalho tem dado certo. Muitas pessoas preferem consumir verduras fresquinhas e colhida na hora. Por isso, sempre há venda. Em outros tempos tipo problema com pragas, mas depois que perdi tudo, cuidei da terra e replantei e tem dado certo”, relatou.

Produção orgânica

Além da proximidade do consumidor, uma vez que as hortas ficam localizadas dentro da zona urbana, outra vantagem apontada pelos produtores rurais “urbanos” é o fato de as hortaliças, em sua maioria, serem cultivadas sem o uso de agrotóxicos, o que as torna mais saudáveis. O “detalhe” faz a diferença para muitos consumidores que preferem os produtos orgânicos


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.