Publicidade
Manaus
NÚMEROS

Hospitais e SPAs de Manaus atenderam 9,2 mil vítimas de acidentes de trânsito em 2018

Susam aponta que 80,7% dos pacientes foram vítimas de acidentes de moto. Mortes e atendimentos por trânsito caíram mais de 20% na capital 24/09/2018 às 07:00
Show acidente manaus c316fa04 b2b9 4ab6 be12 15e7288096ea
Foto: Arquivo/AC
acritica.com Manaus (AM)

Os prontos-socorros e Serviços de Pronto Atendimento (SPAs) da Secretaria Estadual de Saúde (Susam) atenderam, de janeiro a agosto deste ano, 9.249 pessoas, vítimas de acidentes de trânsito em Manaus. Desse total, 7.473 (80,7%) foram de acidentes de moto e 1.776 (19,2%) de carro.

Apesar de o quantitativo ser alto, apresenta uma redução de 23%, na comparação com o mesmo período do ano passado, quando foram atendidas 12.013 pessoas pelas unidades de urgência e emergência da rede estadual de saúde.

O Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Dr. Platão Araújo, na Zona Leste, foi o que mais realizou atendimentos a vítimas de acidentes de trânsito este ano. No total, foram 2.825 pessoas atendidas na unidade, sendo 2.394 acidentadas de moto e 431 de carro.

Em segundo lugar vem o HPS 28 de Agosto, na Zona Centro-Sul, com 2.605 atendimentos, sendo 1.954 relacionados a acidentes de moto e 651 de carro.

Entre as unidades de média complexidade, a que registrou o maior número de atendimentos a acidentados no trânsito foi o SPA Antônio Aleixo, na Zona Leste, com 347 casos. A maioria, 326 desses casos, foi de pessoas vítimas de acidentes de moto e apenas 21 de acidentes de carro. O SPA Joventina Dias, na Zona Oeste, aparece em seguida, com 332 pessoas atendidas, sendo 309 vítimas de acidentes de moto e 23 de carro.

Mortes por acidente de trânsito diminuíram 21,8% em Manaus

A taxa de mortalidade por acidente de trânsito apresentou redução entre 2010 e 2016, em todo o país, conforme levantamento inédito divulgado esta semana pelo Ministério da Saúde. Os dados mostram que o número de mortes em consequência das lesões no trânsito, em Manaus, caiu de 344 para 269 neste período, uma redução de 21,8% dos casos.

Em todo o País, houve uma queda de 27,4%. Foram registrados 7.952 óbitos, em 2010, contra 5.773, em 2016, o que representa uma diminuição de 2,1 mil mortes no período, no país.

Lei Seca explica redução

Para a gerente de Doenças e Agravos Não Transmissíveis (GDants), Vera Queiroz, da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), órgão da Susam, a redução no número de atendimentos a vítimas de acidentes de trânsito pode estar relacionada às ações de fiscalização da Lei Seca, que foram intensificadas.

“A lei, que existe há 10 anos, passou a ser mais rigorosa a partir de 2012, aumentando a punição aos motoristas que dirigem embriagados. Com a fiscalização redobrada, os infratores passaram a sentir no bolso esse reflexo”, comentou.

Além disso, ela também relaciona o resultado às atividades do Programa Vida no Trânsito (PVT), que é coordenado pela FVS e Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa) e conta com recurso do Ministério da Saúde (MS). “No PVT, desenvolvemos um intenso trabalho integrado e intersetorial de segurança no trânsito. As ações educativas, que são levadas às escolas, instituições públicas e privadas e em atividades na rua, são voltadas à vigilância, prevenção de lesões e mortes no trânsito e promoção da saúde”, afirmou.

Vera explica que o programa, na capital amazonense, é presidido pelo Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans), com a participação de vários órgãos parceiros, tanto das esferas municipal, estadual e federal, quanto da sociedade civil. No Estado, revela a gerente de GDants, o PVT está sendo ampliado para os municípios do interior, numa ação do Ministério da Saúde, em parceria com a Susam.

“O programa foi implantado em Tabatinga e está em implantação em Parintins e Manacapuru. Em seguida, outros municípios devem ser contemplados. Precisamos fazer com que os condutores tenham atitudes responsáveis no trânsito, prezando sempre pela vida”, disse.

Vera Queiroz ressalta, porém, que a maioria dos municípios amazonenses já desenvolve atividades educativas e de sensibilização à população, quanto aos riscos dos acidentes de trânsito, visando contribuir para a redução dos índices de acidentes e de mortes no trânsito.

Semana do Trânsito

Até o próximo dia 25, diversos órgãos públicos estão com ações intensificadas em alusão à Semana Nacional do Trânsito, que teve início na última terça-feira (18). Este ano, o tema da campanha é: “Nós somos o trânsito”. Como parte da programação, a FVS recebeu na última quinta-feira (20), a palestra “Segurança no Trânsito”. O evento aconteceu no auditório da instituição, entre 9h às 11h30, e foi direcionada aos funcionários da instituição.

Publicidade
Publicidade