Quarta-feira, 24 de Abril de 2019
publicidade
WhatsApp_Image_2019-04-15_at_09.57.39_BCCFAD60-4396-4732-8D05-E35FC0D36ADB.jpeg
publicidade
publicidade

SAÚDE

Hospital Delphina Aziz vai realizar 180 cirurgias no prazo de trinta dias, diz Lima

Desde o dia 1º de abril, o hospital e também a UPA do Campos Sales está sob a administração do Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano


15/04/2019 às 14:44

A partir desta segunda-feira (15), iniciam os procedimentos de cirurgia das mais simples às mais complexas no Hospital e Pronto Socorro Delphina Aziz, localizado na Torquato Tapajós, Zona Norte de Manaus. Sob nova gestão, a primeira etapa de implantação dos procedimentos no hospital consiste na realização de 180 cirurgias no prazo de trinta dias. A expectativa é de que até o final do semestre sejam realizadas 50 cirurgias eletivas ao dia.   

De acordo com o governador do Amazonas, Wilson Lima, que acompanhou o início dos procedimentos cirúrgicos nesta segunda-feira (15), não se trata de mutirão de cirurgias, mas de um trabalho que será feito de forma permanente. 

“O Delphina Aziz tem uma estrutura que é complexa e completa. É um dos mais modernos hospitais do Brasil. Hoje, nós estamos realizando cirurgia de vesícula e hérnia, e recebemos pacientes ostomizados que passarão por esses procedimentos”.

O governador ressaltou que as cirurgias vão desafogar outros hospitais estaduais da cidade, como a Fundação Hospital Adriano Jorge, localizado na Cachoeirinha, na Zona Sul, por exemplo. “Mas o nosso projeto é até o final desse semestre, nós possamos estar realizando ao em torno de 50 cirurgias por dia. Isso vai fazer com que desafogue unidades para elas possam estar mais focadas em suas especialidades”, disse. 

publicidade

Desde o dia 1º de abril, o hospital e também a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Campos Sales está sob a administração do Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH). Conforme Wilson Lima, Secretaria de Estado de Saúde (Susam) estima uma economia de R$ 2,1 milhões já na primeira etapa de implantação dos novos serviços. 

“Hoje é um dia muito significativo para a gente já que conseguimos ampliar esse atendimento, essa oferta para os pacientes e também com o custo reduzido. Só nesse procedimento de assinatura de contrato com a nova, a gente está reduzindo algo em torno de 2 milhões de reais por mês”, afirmou ainda. Com a implantação de cirurgias gerais e transplantes, a ideia é reduzir o tempo de espera de quem está na fila do Sistema de Regulação (Sisreg).

“Quem precisa das cirurgias, tem que procurar as unidades onde está tendo esse acompanhamento para que a gente possa colocar na fila de procedimentos cirúrgicos. Automaticamente nossas equipes já estarão ligando para esses pacientes para que eles comecem a fazer esse pré-operatório e os exames necessários para fazer a cirurgia”, finalizou.  

A unidade oferecerá leitos retaguarda de internação, clínicos e de UTI, aos prontos-socorros quando estes estiverem com superlotação, reduzindo gastos com hospitais privados. No caso dos transplantes, vai reduzir os custos com Tratamento Fora de Domicílio (TFD). 

“A gente vai aumentar o número de 50 leitos de UTI, 48 leitos clínicos adultos e 28 leitos clínicos pediátricos, isso representa muito para o nosso estado. Casos como de epidemia de sarampo ou h1n1, por exemplo, teremos leitos de retaguarda para poder recolher e fazer o isolamento necessário”, reafirmou o secretário da Susam, Rodrigo Tobias.

publicidade
publicidade
Wilson Lima e ministro da Infraestrutura irão fazer expedição pela BR-319
Wilson Lima discute reforma da previdência com líder de Bolsonaro na Câmara
publicidade
News portal1 8fd8df69 b1e3 4b4a a56b 16db225046d3
Repórter de A Crítica
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.