Publicidade
Manaus
OPORTUNIDADE

Idam vai realizar concurso público com 332 vagas e salários de até R$ 6,5 mil

Certame com oportunidades para Manaus e cinco cidades do interior do Amazonas deve ter edital lançado até o começo de setembro 23/07/2018 às 16:12
Show idam
Foto: Divulgação
Antônio Ximenes Especial para o Portal A Crítica

O Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) vai realizar concurso público para 332 vagas. Os salários iniciais serão de R$ 6.570,95 para profissionais de nível Superior; R$ 3.942,57 para quem tiver ensino Médio; e R$ 2.202,20 Fundamental. Em novembro, mais tardar no início de dezembro, serão realizadas as provas em Manaus, Parintins, Humaitá, Tefé, Tabatinga e Eirunepé. 

O edital especificando todos os detalhes será publicado na final de agosto ou na primeira quinzena de setembro. O concurso acontece no órgão de assistência técnica rural do Amazonas, depois de 52 anos de existência. Pessoas com deficiência física tem direito a 5% das vagas e os portadores de Síndrome de Down 2%.

Serão disponibilizadas 80 vagas para candidatos de ensino superior; 166 para nível médio; e 86 para fundamental. As vagas oferecidas serão para quem tiver diploma de engenheiro agrônomo, de pesca, florestal, mecânico, ambiental, alimentos e civil; médico veterinário, assistente social, biólogo, analista de sistema, geólogo; zootecnista, estatístico, contador e técnico em agroecologia.

No nível médio, os cargos serão para técnicos em agropecuária, extensionista social e assistente técnico. Para quem tem nível fundamental, as vagas serão de auxilar de serviço geral, motorista de veículo, motorista fluvial e vigia.

Três empresas especializadas em concurso público foram contactadas, elas são de Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro. A comissão para regulamentação, estruturação e organização do concurso público já foi constituída, segundo a portaria de número 105/2018 e é composta por sete membros do Idam.

O presidente do Idam, Luiz Herval, disse que "com a realização do concurso, os 66 escritórios localizados nos 62 municípios praticamente duplicarão o número de servidores, com capacidade de acompanhamento dos produtores rurais, em todos os níveis de assistência técnica. Isso vai representar mais atendimentos e o aumento de produção no interior e na capital". 

Atualmente, o Idam tem 436 servidores, sendo distribuídos entre cargos comissionados, de colaboradores e estatutários. Com o Estado aumentando o orçamento para o setor primário de 0,69% para 3% no próximo ano (superando R$ 240 milhões), a produção rural vai experimentar um salto quantitativo e qualitativo considerável nas área de grãos,pecuária e piscicultura. 


O presidente do Idam, Luiz Herval. Foto: Divulgação

Desta forma, haverá aumento na demanda de profissionais especializados junto aos produtores rurais.Boca do Acre e Lábrea, por exemplo, que tem mais de 600 mil cabeças de gado serão as vanguardas da pecuária no Sul do Amazonas. Humaitá, com seus campos que atualmente produzem cerca de duas mil hectares de soja, milho e arroz; e o restante do Estado, que tem grande potencial de piscicultura (produção de peixe em cativeiro), vão ter à disposição profissionais gabaritados em maior quantidade, em função do concurso. Os aprovados acompanharão os agricultores familiares, de médio e grande porte.

A meta do Idam, é de que o Amazonas seja auto suficiente na sua produção de alimentos, começando pelos peixes. "Hoje, nós compramos mais de 80% do pescado consumido em Manaus de Rondônia e Roraima. Isso tem que mudar,porque temos todas as condições de ser líder nesta área e vamos trabalhar, cada vez mais, para reverter o atual cenário de importador de peixe", comentou Luiz Herval.

Publicidade
Publicidade