Domingo, 15 de Dezembro de 2019
CRUELDADE

Idosa e filhos surdo e autista são agredidos com terçadadas por menores em Iranduba

Os dois adolescentes ainda tentaram estuprar a senhora de 84 anos; eles fugiram da casa da idosa levando uma TV de 65 polegadas



fotos_123.JPG Foto: Reprodução
07/07/2017 às 19:12

Uma idosa de 84 anos, que estava se recuperando de uma depressão; o filho dela de 64 anos que é surdo; e outro filho de criação de 22 anos que é autista foram agredidos com golpes de terçado, perna-manca e picareta por dois adolescentes, de 16 e 17 anos, que invadiram a casa onde as vítimas moram, na madrugada da última quinta-feira (06), no bairro Alto, no município de Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus).

A filha da vítima, 47, que reside em Manaus, contou à reportagem que os menores invadiram a casa para roubar. Ao perceber que havia pessoas tentando invadir o imóvel, a idosa começou a gritar e eles tentaram  arrombar a porta com a perna-manca.



“Quando eles entraram já vieram agredir o meu irmão com golpes de terçado. Ele pegou vários golpes. Deram uma surra e uma terçadada no menino que é autista. Na minha mãe, além da surra e uma terçadada que deixou seu braço no osso, ainda tentaram estuprá-la”, disse, acrescentando ainda que a secretária da casa, uma senhora de mais de 60 anos, também estava no imóvel, mas conseguiu se esconder atrás de um sofá.

“Meu irmão gritou, mas ninguém apareceu para acudi-los. O único herói foi o menino que conseguiu pegar o terçado e deu um golpe na perna de um dos adolescentes. Eles fugiram pelo mato com uma TV de 65 polegadas”, destacou.

O titular do 31° Distrito Integrado de Polícia (DIP), delegado Antônio Chicre, informou que os dois menores seguem foragidos e que uma testemunha já prestou depoimento.  

Ainda segundo a autoridade policial, a mãe de um dos menores disse que o filho fugiu para Manaus. “Estamos procurando também na região. Iranduba conta com várias vilas e comunidades. Um deles está ferido”, informou.

A filha da idosa contou que a mãe de um dos adolescentes disse, durante os procedimentos da equipe de investigadores da Polícia Civil, que o filho é usuário de drogas e que ele deve ser levado para uma clínica de reabilitação.

Todas as vítimas foram socorridas e levadas ao Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio, na Zona Leste de Manaus. Nenhuma das pessoas veio a óbito.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.