Publicidade
Manaus
FALECIMENTO

Idosa que recuperou sinais vitais e teve falso óbito morre em hospital de Manaus

Óbito da paciente foi registrado 1h30 deste sábado (1) pelo Hospital Platão Araújo. "Deus queria que ela levantasse e morresse no dia seguinte", disse filho da idosa 01/09/2018 às 16:37 - Atualizado em 01/09/2018 às 16:46
Show platao 38a750eb 0d13 4c3c bb02 6fa55679efb8
Foto: Junio Matos
Oswaldo Neto Manaus (AM)

A idosa Maria Olinda dos Anjos Bezerra, de 69 anos, que havia recuperado os sinais vitais após ser dada como morta por médicos do Hospital Platão Araújo ontem (31), na Zona Leste, faleceu na madrugada deste sábado (1). A informação foi confirmada por familiares e pela unidade de saúde.

Em nota, o hospital lamentou o óbito da paciente, que foi registrado às 1h30.

Ontem, Maria Olinda havia sido dada como morta por médicos do hospital após dar entrada com uma parada cardíaca. Ao ser levada para o necrotério da unidade, equipes que fariam o transporte do corpo para a funerária notaram que a mulher respirava. Parentes foram informados pelos médicos que a idosa teria tido um estímulo cerebral que reativou os sinais vitais.

A Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam) informou que apura a ocorrência a fim de levantar os procedimentos adotados com a paciente.

O filho da idosa, o motorista Francisco Sales, disse que foi informado do óbito pelo hospital por volta das 6h. “Ela estava muito fraca. Tentaram ontem a noite uma reanimação, aplicaram remédios, mas ela estava muito debilitada. Aquela situação dela ter retornado, Deus queria que ela levantasse e morresse no dia seguinte”, disse ele.

A idosa está sendo velada em uma Igreja Adventista no conjunto Galiléia, bairro Cidade Nova, Zona Norte de Manaus. Maria Olinda será sepultada no cemitério Parque Tarumã, Zona Oeste, neste domingo (2).

Publicidade
Publicidade