Publicidade
Manaus
Manaus

Idoso de 83 anos é suspeito de estuprar adolescente indígena

A adolescente confirmou aos policiais que foi violentada sexualmente pelo idoso e que morava na casa do espanhol há mais de uma semana. Na delegacia a mesma negou o fato 11/02/2013 às 09:10
Show 1
Na Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA), a adolescente negou o ato e deve realizar exames que comprovem o estupro
Bruna Souza Manaus, AM

Um aposentado de 83 anos, que não teve o nome revelado pela polícia, foi detido na noite desse domingo (10), por volta das 21h45, por suspeita de estupro contra uma adolescente indígena de 14 anos, na rua Belém, bairro Nossa Senhora de Fátima 2, na Zona Norte de Manaus.

De acordo com policiais militares da 13ª Companhia Interativa de Comunitária (Cicom), que atenderam a ocorrência, a proprietária de uma lanchonete que fica próximo à casa do suspeito, denunciou o aposentado após o mesmo ter ido até o estabelecimento comercial e apresentado a jovem como sua esposa. Ainda segundo a proprietária, todos  os clientes que estavam no lanche ficaram surpresos com a afirmação, por se tratar de uma relação entre um idoso e uma adolescente.

Os policiais fizeram a abordagem ao aposentado, de nacionalidade espanhola, que negou o fato e disse que costuma ajudar quem precisa de moradia e a indígena o teria procurado para passar alguns dias em sua casa. A polícia não soube informar a qual etnia a adolescente pertence.

A adolescente confirmou aos policiais que foi violentada sexualmente pelo idoso e que morava na casa do espanhol há mais de uma semana. Depois desmentiu o que tinha dito na Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA), para onde foram encaminhados. Exames de conjunção carnal foram solicitados para se comprovar a autoria do estupro contra a jovem.

De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil, até o fechamento do resumo de ocorrência da noite de madrugada, nem o Centro Integrado de Operações de Segurança (CIOPS) e nem a DEPCA registraram a ocorrência.

Publicidade
Publicidade