Publicidade
Manaus
Manaus

Implurb não aceita laudo apresentado por Manauara shopping

Documentação foi considerada falha e insegura; plano de contigência deverá ser apresentado para assinatura de TAC 03/10/2013 às 07:46
Show 1
Na entrada da avenida Mário Ypiranga Monteiro, movimentação de pessoas era fraca, inclusive de funcionários
jornal a crítica ---

Durante o terceiro dia de interdição do shopping Manauara, no bairro Adrianópolis, Zona Centro-Sul, ficou acordada a assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre representantes do estabelecimento comercial e Prefeitura, para que seja dado início ao processo de desinterdição do empreendimento.

A proposta do TAC foi apresentada em uma reunião realizada na manhã dessa quarta-feira (02), na sede do Instituto Municipal de Planejamento e Ordem Social (Implurb). Na ocasião, representantes do shopping apresentaram o laudo pericial com responsável técnico, mas foram solicitados novos documentos. Somente depois disso, é que o termo poderá ser formalizado.

Os novos dados apresentados ainda foram considerados insuficientes para que o prédio seja liberado ao público. Entre as solicitações exigidas estão o Plano de Contingência, cronograma e prazos, e uma série de medidas que comportem a restituição integral da segurança para clientes e funcionários, segundo informações do Implurb.

“Ainda considerei insuficiente o que foi apresentado pelos representantes do shopping. Eles apresentaram um novo laudo de um engenheiro de avaliação e perícia, que foi contratado pelo empreendimento. Este profissional passou o dia no shopping fazendo observações. Mas na reunião pedi novos dados. Eles precisam mostrar com maior embasamento que a obra pode ser feita ao mesmo tempo em que os clientes frequentam o local. O TAC vai ter datas bem definidas e que deverão ser cumpridas sob risco de outras penalidades”, disse o diretor-presidente do Implurb, Roberto Moita.

Apenas algumas lojas abriram para procedimentos internos, a maioria na parte da manhã. Funcionários que foram liberados no início da tarde de ontem afirmaram que estão de “sobreaviso”, sem saber se devem voltar a trabalhar hoje. “Disseram que vão nos ligar”, afirmou uma funcionária que pediu para não ter o nome revelado. Ela afirmou ainda que não viu nenhuma movimentação intensa em relação a reparos.

No site do estabelecimento não há qualquer aviso sobre o problema. Nas portas de entrada, adesivos informam que o local está em obras de “impermeabilização e revitalização fachada” e que as obras são de duplicação da via de acesso.

Apenas os que apresentam crachás estão sendo autorizados a entrar. O fluxo de pessoas que chegam ao shopping sem saber que o local está fechado também diminuiu.

A direção do Manauara informou, por meio de assessoria, que, acatando a determinação da Prefeitura, permaneceu sem atividades, no intento da providência de novos documentos solicitados pelo Implurb. “Informa ainda que continua empenhado em retomar as atividades o mais breve possível”.

Problemas no forro não é novidade

As entradas dos estacionamentos do Manauara Shopping estão bloqueadas com cones e grades. O único acesso para veículos que está aberto é o de fornecedores.

Considerado o maior centro de compras de Manaus, o local sofreu uma grande inundação em diversos pontos após a forte chuva que ocorrida na última segunda-feira. Um dos pontos mais prejudicados foram a praça de alimentação e o estacionamento. Várias infiltrações colocam em risco de desabamento um forro de mais de 15 metros, segundo constatações do Implurb.

O órgão já fez pelo menos outras três fiscalizações no empreendimento e, inclusive, uma notificação quanto ao vazamento de telhado e desprendimento de forro.

Publicidade
Publicidade