Publicidade
Manaus
Fogo

Incêndio atinge depósito de arquivos da Sefaz no bairro São Francisco

O Corpo de Bombeiro foi acionado para combater as chamas que atingiram o espaço onde ficam armazenados os arquivos e processos do órgão 30/11/2016 às 15:56 - Atualizado em 30/11/2016 às 17:31
Show incendio
Corpo de Bombeiros está no local procurando foco de incêndio (Foto: Clóvis Miranda)
Rafael Seixas Manaus (AM)

Um incêndio de proporção leve atingiu o depósito da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), localizado na rua Nicolau da Silva, bairro São Francisco, por volta das 15h10 desta quarta-feira (30).

O Corpo de Bombeiros foi acionado para combater as chamas que atingiram o espaço onde ficam armazenados os arquivos e processos do órgão.

Devido ao cheiro forte de queimado, uma equipe de bombeiros entrou no local usando máscaras de oxigênio para averiguar se ainda existe foco de incêndio.

Moradores da área tiveram que socorrer a aposentada Zuleica Paiva Lobo, de 82 anos, que mora sozinha em uma residência ao lado do galpão da Sefaz. Ela não conseguiu ficar no local por conta do forte cheiro de fumaça.

“Tivemos que retirá-la de casa e desligamos tudo. Já telefonamos para o filho dela vir buscá-la”, disse a professora Séfora Lima, 49, também moradora da rua Nicolau da Silva.

De acordo como tenente Ferreira, do Corpo de Bombeiros, para não danificar os arquivos e os processos presentes no local, a equipe teve de utilizar o mínimo de água.

“Tivemos que usar pouca água para não danificar os materiais, por se tratar de um arquivo. A situação está controlada e começamos o rescaldo, que é fazer a revirada dos últimos pontos que podem se tornar foco de incêndio. A parte mais afetada foi nos fundos, no lado direito”, explicou o oficial, acrescentando que ainda não há como saber onde iniciou o fogo.

O gerente de logística da Sefaz, Marcelo Soares, 41, explicou que os prejuízos não foram avaliados. “Estamos esperando o laudo oficial do Corpo de Bombeiros. Sobre a documentação, como temos tudo catalogado, há como saber os arquivos que foram perdidos durante o sinistro”.

Publicidade
Publicidade