Publicidade
Manaus
Manaus

Incêndio atinge prédio da UEA de Artes e Turismo, em Manaus

O fogo tomou conta do 2º andar do prédio, que fica localizado entre a av. Leonardo Malcher e rua Major Gabriel. Não houve feridos 29/01/2016 às 11:18
Show 1
Incêndio atinge prédio da UEA de Artes e Turismo, em Manaus
ALEXANDRE PEQUENO E VINICIUS LEAL Manaus

VÍDEOIMAGENS

Um incêndio atingiu, na manhã desta quinta-feira (28), o prédio de uma das unidades da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) em Manaus, localizada no cruzamento da avenida Leonardo Malcher com a rua Major Gabriel, bairro Praça 14, na Zona Sul da cidade.

O fogo atingiu uma parte do 2º andar do prédio, que serve como sede da Escola Superior de Artes e Turismo da UEA – onde ficam os cursos de Dança, Teatro, Música e Turismo. De acordo com o tenente Janderson Lopes, do Corpo de Bombeiros, as chamas teriam iniciado em uma máquina de refrigeração que passava por manutenção no momento.

Peças do sistema de refrigeração do prédio foram destruídas. Foto: Clovis Miranda

“Quando chegamos ao local uma equipe de brigadistas já tinha iniciado uma linha de combate. Identificamos a área e também montamos uma linha de combate. Conseguimos confinar o incêndio somente no local em que em que estava sendo feita a manutenção”, explicou Janderson. Ele ressaltou ainda que um material inflamável que serve de refrigeração foi retirado do local para evitar a propagação do incêndio.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) esteve presente no local, porém não houve registro de feridos no incidente. O Corpo de Bombeiros informou, ainda, que não houve necessidade de interditar o prédio.

Andar estava fechado para reforma

A UEA, por meio de nota à imprensa, informou que “o sinistro iniciou por volta de 9h30 e imediatamente o Corpo de Bombeiros foi acionado, chegando ao local em aproximadamente 4 minutos. O fogo foi controlado em 10 minutos”. O órgão confirmou que o “princípio de incêndio ocorreu em uma sala do segundo andar da Esat”, que está fechado para reforma e sem equipamentos, informou a nota.

No momento do sinistro, apenas funcionários de uma empresa terceirizada que trabalhavam estavam no local. Aproximadamente 200 pessoas entre professores, alunos e técnicos-adminstrativos estavam no prédio no momento do princípio de incêndio. Ninguém se feriu”, disse a UEA. “A Polícia Civil realizou perícia no local e o laudo técnico deverá sair em no mínimo 30 dias. O prédio já foi liberado pelo Corpo de Bombeiros”, conclui o comunicado.

Central com sistema fora do ar

A secretária da ESAT, Silvia Márcia, por meio de uma postagem em uma rede social, afirmou que devido ao incêndio a UEA ficou sem sistema, já que a Central fica dentro do prédio atingido pelo fogo. “Apesar do susto estamos todos bem. Só aviso que a UEA está sem sistema, tanto capital quanto interior, pois a Central fica na Esat”, escreveu.

Publicidade
Publicidade