Publicidade
Manaus
Manaus

Incêndio supostamente criminoso destrói casas de madeira no bairro Morro da Liberdade, em Manaus

Namorado de um dos moradores do local teria colocado fogo em um colchão e causado o sinistro. Três casas foram atingidas, uma delas com perda total 19/01/2015 às 17:05
Show 1
Polícia investigará se o incêndio foi realmente criminoso
Perla Soares Manaus (AM)

Um incêndio, supostamente criminoso, destruiu três casas de madeira no fim da manhã desta segunda-feira (19) no beco São Domingo (antigo Joana D’Arc), no bairro Morro da Liberdade, Zona Sul de Manaus. O fogo teria começado porque o namorado de um dos moradores, identificado como Franksuel Souza de Oliveira, 18, vulgo “Chicão”, teria incendiado um colchão e provocado o sinistro.

Segundo a moradora Francisca dos Santos Taveira, dona de uma das casas, o “Chicão”, namorado do primo dela, o Elvis Silva dos Santos, 35, foi quem ateou fogo no colchão, e fugiu em seguida. “Ele estava com duas facas na mão e disse: eu coloquei fogo mesmo e daí e foi embora correndo”, afirmou Francisa. 

De acordo com Francisca, “Chicão” é usuário de drogas. Ele teria chegado pela manhã e exigido entorpecentes de alguém, como não encontrou, ele colocou fogo na casa. “Todos saíram correndo das casas, o fogo pegou muito rápido, em uma casa tinha meu tio Denilson Cordolina, 27, que estava dormindo, mas ele não ficou ferida”, disse.

Conforme o Corpo de Bombeiros, o fogo teve início por volta das 11h20. Três viaturas foram enviadas ao local para conter as chamas e a rede elétrica foi desligada para evitar a proliferação do fogo. As três casas ficaram destruídas e uma teve perda total. A área teve que ser isolada pela Defesa Civil Municipal.

A Polícia Militar esteve no local para dar apoio à ação dos bombeiros, bem como agentes de trânsito do Manaustrans isolaram ruas próximas e desviaram o fluxo de veículos. Peritos criminais compareceram ao beco Joana D’Arc para recolher vestígios do incêndio e a Polícia Civil investigará se o incêndio foi realmente criminoso.

Assassino

Conforme um investigador da Delegacia de Homicídios e Sequestros (DEHS), Franksuel ou “Chicão” é um assassino procurado pela polícia por matar com sete facadas um pastor no bairro Morro da Liberdade, ano passado. Ele possui um mandado de prisão preventiva em nome dele e foi capturado no 2º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e levado para a DEHS.

Publicidade
Publicidade