Terça-feira, 16 de Julho de 2019
Justiça

Inquérito sobre desaparecidos do Grande Vitória será encaminhado à Justiça

De acordo com o delegado Ivo Martins, o arcabouço de provas contra os policiais aumentou e a prisão temporária de sete dele foi convertida em preventiva



artes.JPG Alex Roque, Rita de Cássia Castro e Weverton Marinho estão desaparecidos desde outubro
13/12/2016 às 05:00

O inquérito policial que apura o envolvimento de sete policiais militares no desaparecimento de três jovens no bairro Grande Vitória, na Zona Leste, deve ser encaminhado à Justiça Estadual até sexta-feira. A informação foi confirmada pelo delegado Ivo Martins. 

Na semana passada, os PMS, entre eles o aspirante Luiz Ramos apontado como o mandante do crime, tiveram as prisões temporárias convertidas em preventivas. “O arcabouço de provas aumentou”, afirmou o delegado.  Alex Roque Melo, 29, Rita de Cássia Castro da Silva, 19, e Weverton Marinho, 20, estão desaparecidos desde o final de outubro. 

De acordo com o delegado, o exame de balística confirmou que a cápsula encontrada junto com as sandálias de Alex Roque de Melo, 29, saiu da pistola do aspirante. Além disso, também ficou confirmado que o material biológico coletado das sandálias e de um saco plástico são compatíveis ao DNA de Alex. “Com base nessas provas, agora os setes policiais militares estão presos preventivamente. Vamos encerrar o inquérito até sexta, encaminhar à justiça com o indiciamento deles”, afirmou Ivo Martins. Os corpos das vítimas ainda não foram localizados. 

Alex Julio Roque de Melo, a atendente de caixa Rita de Cássia Castro da Silva e Weverton Marinho, desapareceram no dia 29 de outubro, depois de terem sido abordados por duas guarnições da Polícia Militar, da 4ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), no bairro Grande Vitória, na Zona Leste de Manaus. 

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.