Publicidade
Manaus
Manaus

Instrutores de autoescolas reclamam de novo local de treinamento para motociclistas

Segundo o grupo, o novo espaço de treinamento do Detran, localizado na avenida Mário Ypiranga, não tem estrutura para atender todos os candidatos 05/03/2015 às 15:17
Show 1
O espaço destinado às provas foi transferido para o parqueamento do Detran, localizado na avenida Mário Ypiranga, Zona Centro-Sul, e segundo o grupo, não tem estrutura
Oswaldo Neto Manaus (AM)

Instrutores de autoescolas que atuam na formação de motociclistas no Complexo de Treinamento de Direção Veicular no bairro Santa Etelvina, Zona Norte, reclamam sobre a mudança no local de exames. O espaço destinado às provas foi transferido para o parqueamento do Detran, localizado na avenida Mário Ypiranga, Zona Centro-Sul, e segundo o grupo, não tem estrutura para atender a demanda de candidatos. Eles afirmam ainda que após a alteração, o número de reprovações teria aumentado.

A reportagem não teve permissão para entrar no parqueamento e fazer imagens, onde foi informada que o horário de provas para motos vai somente até 10h30 durante as terças, quartas e quintas-feiras.

Segundo instrutores do CPDV, que pediram para não ser identificados, o índice de reprovações aumentou por conta da mudança. “Os alunos sentem a mudança, pois fazem aulas em um local e quando chega a prova vão pra outro, que não tem condições. O terreno é desnivelado e todo mundo divide o mesmo espaço, carro e moto. Já teve casos de motos baterem em carros por falta de espaço”, disse um dos funcionários.

De acordo com as fontes, somente três examinadores atendem os candidatos no parqueamento e o número de exames por semana chega a apenas 150, sendo 50 procedimentos por dia. A mudança teria ocorrido por volta de dezembro do ano passado. Desde lá, conforme os trabalhadores, o número de reprovações subiu rapidamente.

“Antes realizávamos aqui mais de 400 exames por semana. Aqui temos uma boa estrutura, várias pistas e em um mês não foi registrada nenhuma reprovação. Já lá (Detran), de 50 provas temos nove reprovados. É uma insegurança tanto pro instrutor quanto pro aluno”.

Atualmente o CPDV possui três pistas para treinamento em motos e conta com cerca de 250 instrutores.

No parqueamento, segundo a classe, há apenas uma pista para todos os alunos que desejam retirar CNH.

Detran contesta

O presidente do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), Leonel Feitoza, contestou todas as afirmações feitas pelos instrutores. Segundo ele, é falsa a informação de que o número de reprovações teria aumentado com a mudança do local de provas para o parqueamento do Detran.

“Apesar da exigência ser maior lá, o índice de reprovação é menor. As reclamações são improcedentes”. A reportagem solicitou da assessoria de imprensa do órgão o número de reprovações entre os meses de outubro de 2014 e fevereiro deste ano, porém não obteve resposta até o fechamento desta edição.

Sobre a falta de estrutura do espaço, Feitoza rebateu as críticas do grupo afirmando que a área foi avaliada por técnicos para servir como novo local de prova. Ele ainda afirma que o método que era adotado pelos instrutores é incorreto.

“Eles querem dar aula e fazer prova ao mesmo tempo e isso não dá. Lá existia um acúmulo muito grande de prova, e os próprios condutores reclamavam da falta de atenção deles porque tinham que dividir o tempo. O nosso objetivo é ensinar o aluno a estar no trânsito se preparando da melhor forma possível”.

Publicidade
Publicidade